Entrevista Com Michael Barakiva (One Man Guy)

novembro 08, 2015 / Redação SOODA /

Confira a primeira entrevista internacional do blog com Michael Barakiva autor de One Man Guy




E aquele momento que ficamos orgulhosos da gente mesmo, , tudo tem dado tão certo nesses últimos meses, que nos deixa tão feliz, e para completar essa felicidade, hoje apresentamos para vocês a nossa primeira entrevista com um autor internacional. E um autor de uma obra que adoramos. Estamos falando do autor norte americano Michael Barakiva, autor de “One Man Guy”. Confira a Nossa resenha Aqui

Mandamos um e-mail para ele de forma despretensiosa, e ele aceitou na hora, aliás quando vimos o e-mail (Of Course), pensamos (NÃO ACREDITOOOO), isso aconteceu conosco, ficamos tão felizes. Então mandamos algumas perguntas, sobre o livro, a relação dele com o personagem principal, a cultura armênia (sempre aprendendo mais um pouco), e claro sobre a vontade dele de vir ao Brasil (Ele só está esperando um convite, viu Editora Leya!! como ele disse: “Fica a Dica”, hahahahaha) e ainda mais saber que ele ama a nossa literatura, inclusive tendo uma de suas obras favoritas, "Dona Flor e Seus Dois Maridos" é simplesmente demais.

Para quem ainda não o conhecer Michael Barakiva é Diretor de teatro em Nova York, tem descendência armênia e israelita é casado com um homem, e acredita que a Arte tem objetivo de transformar o homem, curar feridas, entreter, inspirar, vamos então a entrevista que fizemos com ele. Para quem tiver alguma dúvida, ou preferir, temos a entrevista dele sem tradução em PDF, espero que gostem.

“We have below a Interview with Michael Barakiva, author of One Man Guy. If you want to see it in English, Click Here

Blog Sobre Os Olhos da Alma: O seu livro conta a história de um cara armênio que vive nos Estados Unidos e lendo um pouco sobre a sua biografia nós vemos uma proximidade com o Alek. Então, nós gostaríamos de saber o quanto de você existe em Alek?
Michael Barakiva Claro que existe muito de mim em Alek. Nós ambos somos armênios, crescemos nos subúrbios do centro de Nova Jersey e nós erámos enrustidos (gays não assumidos) na mesma idade. Os aspectos que nos diferem são: Eu sou meio israelita e eu não saí do armário antes de completar 21 anos. Por mais que exista muito de mim em Alek, existe pouco (da minha família) nos outros personagens: a particularidade da mãe dele com alimentos, a obsessão do irmão em ser bom filho e tirar boas notas, a atitude maravilhosa de Becky, etc.
Barakiva trabalhando como Diretor de Teatro
Blog Sobre os Olhos da Alma: Seu livro fala sobre um relacionamento homoafetivo de forma muito positiva o que é muito excitante e um pouco diferente de outros livros com a mesma temática. Então o que fez você escolher esse tipo de abordagem? E como você acredita que será no futuro, esse momento de descoberta para essas pessoas?
Michael Barakiva: A verdade é que é muito horrível ser gay em tantas partes do meu país e em todo mundo, o que é muito triste. Porém, existem muitas experiências quando os Gays saem do armário e não seja algo tão traumático. Meus pais por exemplo foram maravilhosos em me aceitar assim como entre meus amigos e suas comunidades que tiveram experiências semelhantes. Eu queria que a literatura LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros) refletissem essas experiências, não somente aquelas trágicas.

Blog Sobre os Olhos da Alma: O livro mostra um pouco sobre a cultura armênia e eu confesso que eu não sabia muita coisa sobre ela antes de ler o seu livro, o que me deixou fascinado por conhecer muitas coisas sobre essa cultura. Então, você acha que a cultura armênia tem sido esquecida nos dias de hoje? Que pontos dessa cultura você acha que deveria ser divulgado por todas as pessoas do mundo?
Michael Barakiva: Eu acho muito triste que existem muitas partes da cultura armênia que tem sido esquecida (não somente o crime de genocídio) – (Massacre ocorrido durante o período da primeira guerra mundial, onde os chamados “jovens turcos” quiseram aniquilar os armênios na Turquia).
Existem muitas coisas tristes sobre isso. Mas o que eu espero que as pessoas lembrem/aprendam sobre os armênios é que nós não somos apenas vitimas de um genocídio não reconhecido. Mas também somos pessoas que nos orgulhamos da nossa educação, música e claro comida.

Blog Sobre os Olhos da Alma: Você poderia nos falar sobre as motivações de escrever esse livro a se seus objetivos têm sido atingidos?
Michael Barakiva: Que ótima pergunta! Eu tinha muitas motivações diferentes em escrever esse livro. Principalmente, tendo em vista que toda a arte que eu faço o objetivo é criar alegria para o mundo, para proporcionar mais uma história em uma “coletividade humana” que ajude a curar, entreter, excitar, desafiar, inspirar. Eu espero que esse pequeno livro tenha ajudado a alcançar esse objetivo.

Barakiva e seu parceiro
Blog Sobre os Olhos da Alma: Você conhece o Brasil? Se sim o que você gostou? se não o que você tem mais desejo de conhecer?
Michael Barakiva: Eu conheço os homens e mulheres do Brasil que são algumas das pessoas mais bonitas do mundo e eu amo a literatura do Brasil (Eu li Dona Flor e Seus Dois Maridos como pesquisa para uma peça que eu estava dirigindo e ele se tornou um dos meus livros favoritos).
Meu marido e eu Adoramos o Brasil (Ele já visitou, eu não) por causa das proximidades das praias para as cidades, Então, eu estou morrendo de vontade de ir, então se alguém quiser me convidar ai embaixo (fica a dica) eu teria o maior prazer em ir!

Blog Sobre os Olhos da Alma: Você tem alguma perspectiva de escrever outro livro? Sobre o que pretende escrever?
Michael Barakiva: Eu atualmente estou trabalhando na sequencia de “One Man Guy”, Chamada “Hold My Hand” (segure minha mão em tradução literal) com referências a bela canção da cantora de música Country e lésbica Brandy Clark

Vale ressaltar que o título do livro One Man Guy diz respeito a uma música de Rufus Wainwright. Ouça Aqui.

Ouça Também “Hold My Hand

Esperamos que vocês tenham gostado, comentem, digam o que achou? para que assim possamos fazer entrevistas com mais autores nacionais e internacionais. Até mais Soodinhas!!

Recomendado Para Você

4 comentários

Comente com o Facebook

Instagram