Evento: I Torneio Quadribol Paraense

dezembro 15, 2015 / Redação SOODA /


Fala Galera :D

O final de semana foi bem agitado por aqui, sábado de trabalho e resenha é domingo de esportes, mas para quem pensou que falaríamos de corrida ou futebol se enganou, a redação do blog foi acompanhar o I Torneio De Quadribol Paraense, que ocorreu no último dia 13/12, organizado pelo Fã Clube Support Portter, um dos mais aclamados do Brasil, E nós do Blog Sobre os Olhos da Alma, estávamos catitando e vamos contar tudo que rolou, nesse grandioso evento.

Para quem não sabe, o Quadribol é o esporte mais aclamado do universo de HARRY POTTER, criado pela escritora J. K. Rowling, e para manter sempre vivo o amor pela saga os fãs sempre estão adaptando esses momentos da história para a realidade, nessa concepção, o fã clube Support Porter trouxe ao estado do Pará, o I Torneio De Quadribol Paraense (o sexto no país), que consiste naquele conhecido esporte bruxo, com a presença, das nossas amadas casas Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufalufa que irão tentar disputar a Taça de Quadribol.

Para animar a galera música e o que não faltou, na primeira parte das apresentações que abriram o Torneio, tivemos músicas da Ivete Sangalo, Claudia Leitte e Gaby Amarantos, ninguém fez cara feia e cantou mesmo. Na segunda parte das apresentações tivemos o pop internacional, sendo interpretado pelos artistas paraenses Eliane Flexa e Júnior Queiroz, até a coordenação ensaiou vários passos de coreografias (Eric, você arrasou... hahahaha).

O que falar das torcidas que conheço pouco e já considero pacas? Haha, quando o time precisa de garra, e a torcida que dá a força pra eles, pois bem, todas as casas fizeram presença, Corvinal defendeu seu time até o fim, gritou, brigou, incentivou. Lufalufa sempre fofa também botou garra. Ah Sonserina botou medo e não deixou de torcer por seu time nem um minuto. Grifinória fez suco de abóbora pra da força no seu time também. Parabéns a torcida de Corvinal que arrasou na decoração, não que as outras não tenham se esforçado, mas Corvinal fez questão de colocar seu símbolo “Raven Claws” pra todo mundo ver, foi ostentação.





Fiquei encantado com a amizade entre as torcidas, pois fizeram muitas demonstrações de carisma, a exemplo da Corvinal que mesmo existindo o amor pela casa, quando Lufalufa não estava em campo, ficava torcendo para a Corvinal e o mesmo a Corvinal, assim como as grandes “aminimigas” Sonserina e Grifinória, assim como aqui no blog (blogueiros de casas opostas é complicado, hahaha), mas o amor é mais forte haha ♥

Destaque para os jogadores que deram muito suor para cada time, tão aflitos como nós torcendo, dando dicas e se esguelhando. Time da Corvinal que teve algumas baixas mas sempre unidos e amáveis, assim como o time da Lufalufa jogaram com toda a força até o final. Grifinória com boas táticas e sempre atenta. E o time campeão Sonserina que foi forte e bem focado.





Para quem não conhece, as regras para o Quadribol Terrestre são bem fáceis: o time deve ter 7 jogadores divididos em: 03 artilheiros, 02 batedores, 1 goleiro e 1 apanhador (Igual no filme, só falta voar, hahahaha). Os artilheiros devem lançar a goles, nas balizas, e assim vão pontuando. Os batedores têm por função jogar os balaços (bola pequenas, tipo de queimada) nos artilheiros, batedores e apanhador, se acertarem a bola, o jogador que levou o balaço, deve voltar ao aro do seu time e toca-lo para voltar a jogar. O Apanhador, tem por função pegar o Pomo de Ouro (O Pomo de Ouro normalmente é uma fita, colocada em um “jogador neutro”, e os apanhadores devem pegá-las para assim encerrar o jogo, o que não significa vencer). Vale ressaltar, que todos os jogadores devem manter uma vassoura, debaixo de suas pernas.



O time vencedor e definido pela quantidade de pontos, em caso de empate a soma de pomos de ouro pegados decidira o ganhador, vale ressaltar que somente os Pomos de Ouros e apanhadores, poderão sair da área de campo. Outro detalhe interessante é que, os times podem pedir tempo (até 2min). E ainda vale lembrar que as regras podem ser mudadas quando não é um jogo oficial (Por falar nisso, desde 2007 existe uma liga oficial de Quadribol, que organiza os campeonatos mundiais).


O torneio começou acirrado com o jogo da Corvinal contra Grifinória, A casa de Harry Potter conseguiu pegar o primeiro pomo de ouro, porém não valeu (Sorry, cometeram infração), e nos minutos seguinte, Corvinal ganhou uma “Varinha Amarela”. No fim das contas, o jogo terminou com Corvinal ganhando.

O segundo jogo, Sonserina ganha por ter pego dois pomos de ouro e obter o maior número de pontos, parece que vi o livro de Quadribol da J. K. Rowlling que fala que se o jogo finalizar rapidamente, as pessoas se sentem enganadas, por terem pagado tão caro (Hahahaha !!). Logo em seguida, Sonserina não teve muito tempo para descanso e logo enfrentou a Corvinal no terceiro jogo, foi um dos mais tensos (eu que torci pela minha amada Sonserina, já estava sem unhas). Mesmo com a determinação da Corvinal a Sonserina venceu no terceiro jogo.


O quarto jogo foi o mais demorado dentre os seis jogos, mas a Grifinória levou a vitória contra Lufalufa numa vantagem histórica (eu sei, foi o primeiro torneio, mas a diferença foi grande). Já no quinto jogo, que vários chamaram de “Jogo Do Amor”, Lufalufa que não teve tempo para descanso entrou em campo para jogar contra Corvinal e arrebatou sua vitória.

No sexto jogo o clássico dos livros, Sonserina contra Grifinória, foi um jogo bem acirrado, porém Sonserina leva a vitória e vai para os jogos finais como a favorita, depois de ter sido invicta na primeira fase (é Sonserina não estava para brincadeira não, Rá).

Então chegamos nos jogos que decidiriam os times vencedores do Torneio Quadribol, para concorrer no terceiro lugar Corvinal teria que jogar contra Lufalufa, mas virmos que a amizade entre as casas foi maior e os dois times decidiram não jogar (Não possuindo assim nem um terceiro, nem um quarto lugar).


Por fim, chegamos a grande final entre a invicta Sonserina que ganhou três partidas seguidas e Grifinória que ficou em segundo lugar, ganhando por saldo de pontos. As duas estavam então jogando pela Taça Quadribol (gente minha casa, já estava consultando o livro de feitiços). O jogo foi bem acirrados e apesar do cansaço os jogadores dos dois times deram de tudo. Mas Sonserina venceu e levou o primeiro lugar e a Taça do I Torneio Quadribol Paraense.


Nós blogueiros do evento, conseguimos nos divertir bastante ao redor de vários amigos, foi quase uma confraternização de blogueiros (hahahaha), a lufana Anne do Garota Pai D’égua, os corvinais Patrick do Corujando nos Livros e Helena do blog Literatament é claro nós: Everton sonserino e Francisco grifinóriano que ficamos juntos por mais de 8 horas rindo, torcendo e divulgando o Torneio, Sim nós fizemos cobertura ao vivo no twitter, e se não quiser perder nossas próximas coberturas, siga nosso twitter @soodablog.


Ao final, nossos sinceros agradecimentos as casas do fã-clube Support Portter que receberam a gente muito bem, estávamos em casa, não é verdade? E claro aos coordenadores do evento que nos convidaram, para fazer parte dessa cobertura, que foi única e sensacional.

Apesar do cansaço, ficamos todos felizes e aguardando o próximo Torneio Quadribol ou outro evento do universo de Harry Potter. E para terminar deixamos uma reflexão, do poder que a J. K Rowlling e suas leituras nos proporcionam, não somente um evento de lazer, mas um momento de interação, e da prática esportiva (sim foi um esporte criado em seu Universo, que transpassou fronteiras). Isso mostra como a prática da leitura, vai além dos livros, e de nossa imaginação, mas se transforma numa experiência real, onde nós somos os protagonistas desse mundo. Esperamos que o mundo criado por ela e por outros autores continuem se personificando, e fazendo com que a gente possa sonhar, crescer, amadurecer e nos tornamos seres humanos melhores. O que vimos, não foi somente um torneio de Quadribol inspirado nos livros do Harry Potter, mais um exercício de cidadania e tolerância que com certeza poderão ser perpetuados em todos os dias de nossa vida. Obrigado JK Rowlling.





Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram