Resenha: Onde Cantam os Pássaros - Evie Wyld

dezembro 08, 2015 / Redação SOODA /


Onde Cantam os Pássaros (All the Birds, Singing)
Evie Wyld
Editora: Darkside Books
Ano: 2015
04 Estrelas

No premiado romance de Evie Wyld, a fazendeira Jake White leva uma vida simples numa ilha inglesa. Suas únicas companhias são rochedos, a chuva incessante, suas ovelhas e um cachorro, que atende pelo nome de Cão. Tendo escolhido a solidão por vontade própria, Jake precisa lidar com acontecimentos recentes que põem em dúvida o quanto ela realmente está sozinha – e o quanto estará segura. De tempos em tempos, uma de suas ovelhas aparece morta, o que pode ser muito bem obra das raposas que habitam a floresta próxima à sua fazenda. Ou de algo pior. Um menino perdido, um homem estranho, rumores sobre uma fera e fantasmas do seu próprio passado atormentam a vida de uma mulher que sonha com a redenção.
Aos poucos, vamos descobrindo mais sobre as suas habilidades em tosquiar e cuidar de ovelhas, aprendidas ainda quando jovem, em sua terra natal, na Austrália. E vamos aprendendo também o que aconteceu lá, que acabou por conduzir White à uma vida de reclusão e isolamento. E sobre as contradições e diferenças entre um passado (sempre narrado no tempo verbal presente) cheio de vida e calor, e o presente (narrado por sua vez no passado) repleto de lama, frio e um ritmo mais desacelerado, paira uma atmosfera absolutamente brutal.
Com uma prosa verdadeiramente excepcional, o estilo da autora reúne tanto clareza como substância e apresenta uma personagem inesquecível, enigmática, trágica, assombrada por um passado inescapável. Uma mulher forte, ainda que tão passível de falhas, erros e equívocos como todos nós. É uma história de solidão e sobrevivência, culpa, perda e o poder do perdão. Uma escrita visceral onde sentimos a presença de tudo, os odores, o vento, o tempo. Nada passa desapercebido.


OBSERVAÇÃO: Esse livro foi cedido gentilmente pela Editora Darkside Books, porém as opiniões aqui não tem cunho propagandista ou publicitário (talvez um pouco, pq é dificil não amar as edições Darkside, hehehehe) e são baseadas nas leituras e experiências, daquele que voz fala... (Ops, escreve)

AUTORA: Evie Wyld É uma escritora Britânica, que foi criada na Australia e em Londres (ta explicado as referências no livro, hehehehe). Onde Cantam os Passáros é a sua segunda novela, que foi premiada, na Austrália, Inglaterra e em outros países (Essa é destruidora mesmo, hehehehe).

RESENHA: Vamos lá para mais uma resenha de um livro “Darkside Books”. Esse livro faz parte do projeto #Darklove, que traz autoras, que foram sucesso no exterior, com suas fantasias, terror ou thrillers. Esse projeto já tem 5 livros, dos quais eu tenho quatro (Darkside, vamos fazer uma reedição do Circo Mecânico, pra minha coleção não ficar falha) e vocês podem conhecer todos os livros do projeto AQUI. Além disso você pode conferir a resenha de “Golem & o Gênio”, primeira resenha de livros que fazem parte do projeto.

Levei quase 24 horas para me acostumar com o final desse livro e começar a escrever, ele é um livro que simbolicamente poderia ser simples, mas tem uma carga mais profunda do que se imagina, tentei trazer para vocês os sons de todos os pássaros mencionados no livro, vou colocar os sons que achei, no final da resenha, espero que gostem. Então vamos lá!! Com o Título “Onde Cantam os Pássaros”, vocês devem imaginar, algo singelo, “de boas”, ainda mais com essa capa rosa, mas pera aí, vindo com selo “Darkside Books”, você ainda espera algo assim? Tédio de pessoas que pensam assim (Brincadeira, hahahahaha.... Mentira... Losers.... Rá). Apesar do título indicar pássaros, eles fazem parte de um cenário maior, para alguns podem ser o pano de fundo, para outros é a metáfora que complementa esse livro. Enfim!!



O livro conta a história de “Jake Whyte”, uma fazendeira, de origem australiana que mora sozinha com um Cão (isso Cão com letra maiúscula já que ela não deu nome para ele) numa ilha da Inglaterra (Desconfie sempre de alguém que more só, e com um cão sem nome) que se vê numa situação nada agradável quando misteriosamente suas ovelhas começam a morrer. Tá você se pergunta, o que tenho haver com as ovelhas da Jake? Eras, vocês são tão sem coração, as ovelhas são o ganha pão dela, e algo/alguém está dando cabo das ovelhas (olha o medo do desconhecido se aflorando, imagine você, não morando só, e não sabendo o que esta acontecendo com seu rebanho, e que em qualquer momento, poderá ser VOCÊ, Rá!! Tu gela geladeira?).

A narrativa da autora é mesclada entre o passado e o presente da Jake, porém o passado não é contado de uma maneira tão “de boas”, ela inova nisso, e você leva um tempo para perceber, que a história é contada de um passado mais recente, até um passado bem mais passado, entendeu? Tipo você explicando uma linha do tempo, começando dos acontecimentos mais recentes até os primeiros acontecimentos que causaram todas as circunstâncias. É meio complicado, porque somos doutrinados a entender a história, na ordem cronológica, afinal, com os acontecimentos do passado é que entendemos o nosso presente, porém quando contado dessa forma, nós precisamos juntar as peças, conforme elas vão acontecendo e assim chegar as circunstâncias finais e compreender como as coisas são interligadas. Talvez isso seja um dos pontos chaves do livro, como um “micro acontecimento” pode transformar a vida de uma pessoa e transformou a vida de Jake Whyte. E caramba, Oh vidinhazinha Filha da Puta (não se assustem com o palavrão, é um detalhe, perto dos palavrões que são recorrentes no livro, eu não tenho problemas, mas vi em alguns comentários que algumas pessoas tem).

No presente, os acontecimentos ocorrem numa ordem cronológica, porém eles são muito estranhos, tipo, quem dá um nome de Cão para um cão? Mentira (verdade, isso soou estranho, apesar de ter entendido o contexto depois). Alguns personagens aparecem misteriosamente o que te leva a desconfiar de cada um deles, compreendemos como alguns laços vão se criando e que existe todo um “Thriller” por detrás do que está acontecendo. E eis que chegamos no final, e encontramos um Final aberto (eu já criei minhas teorias sobre ele). Sei que algumas pessoas têm problemas com isso, na minha opinião depende da história, nesse caso, ele poderia tanto ser aberto, como mais fechadinho.

A escrita da Evie Wyld é bem crua, sem filtros, utilizando-se de palavrões, quando necessários (tendo em vista a vida que Jake seguiu) e ela é bem descritiva, você não perde nem um pingo de sangue que rola pelo pescoço da Ovelha. Acho isso uma coisa boa na história, porém na perspectiva que ela se propõe, talvez seja um detalhe que incomode um pouco e até prejudique em alguns momentos (principalmente próximo do final, que você quer saber o que acontece, e ele anda sem aquele clímax que gostamos nesse tipo de história).



Vi uma relação de amor e ódio muito grande, nos comentários desse livro, tanto no Brasil como no Exterior. Eu gostei muito eu acho que “é uma história construída ao som de corvos que traz uma dramaticidade de um Frango depois da degola e desenrola num final, onde precisamos dos olhos de uma coruja para ir além das palavras gritadas pela autora”.

“Posso jurar que vejo um pássaro, brilhando em chamas, voar do alto de uma árvore e continuar subindo como se fosse um foguete para Marte” (P.246).

Falando da Edição brasileira, acho que a Darkside trouxe uma das capas mais metafóricas das edições (veja abaixo as outras edições do livro), e gostei muito desse efeito de colagem, não achei que ficou poluída, e apesar de ser uma lombada mais simples, comparada a de Golem & o Gênio, mesmo assim fica bonita em nossa estante. Gostei do interior, com as Ovelhas com efeito brilhoso e a diagramação mais uma vez não deixa a desejar.



Confira Agora a Entrevista da Autora sobre o Livro (Para colocar a legenda, vá para a página do Youtube, clique no botão Legendas/CC que fica do lado direito, abaixo da barra de tempo e então vai gerar uma legenda em Inglês. Para coloca em português, clique no botão de configuração, um botão semelhante a uma engrenagem, que fica ao lado do botão de legenda. Clique em legenda, depois em traduzir automaticamente e escolha o idioma que você quiser)
A seguir também temos o Booktrailer feito pela Darkside Books:



Goodreads:3,6 Estrelas
Skoob: 3,7 Estrelas

Confira Agora os Links que Achei dos pássaros mencionados no livro:

Corvo
Galah Branco
Ave Carniceira
Passáros da Noite
Pomba
Miner Birds
Whistler
Estorvinhos
Pardais

Então é isso Soodinhas até a próxima !!!

Recomendado Para Você

2 comentários

Comente com o Facebook

Instagram