Resenha: A Menina da Neve - Eowyn Ivey (SORTEIO)

janeiro 23, 2016 / Francisco Soares Chagas Neto /


Menina da Neve (The Snow Child)
Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
04 Estrelas

Alasca, 1920: Um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando um do outro cada vez mais ele, no duro trabalho da fazenda, ela, se perdendo na solidão e no desespero. Em um dos raros momentos juntos durante a primeira nevasca da temporada, eles fazem uma criança de neve. Na manhã seguinte, ela simplesmente desaparece.
Jack e Mabel avistam uma menina loira correndo por entre as árvores, mas a criança não é comum. Ela caça com uma raposa-vermelha ao lado e, de alguma forma, consegue sobreviver sozinha no rigoroso inverno do Alasca.
Enquanto o casal se esforça para entendê-la uma criança que poderia ter saído das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se ela fosse filha deles. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam ser, e o que aprendem sobre essa misteriosa menina vai transformar a vida de todos eles.

Autora: Eowyn Ivey nasceu no Alasca, aonde vive até o dia de hoje, A Menina da Neve é a sua primeira obra, ela escreve seus contos e pequenas histórias em vários jornais nos Estados Unidos e Inglaterra.

Resenha: O Inverno e a Neve sempre foram pano de fundo para várias histórias tristes, de superação, de transformação. Afinal a sobrevivência nesse período é tão difícil em alguns lugares, como o Alasca (lugar aonde se passa a história), as pessoas passam boa parte do verão se preparando para o inverno, pois quase nada sobrevive a ele, mas o inverno pode ser um momento de grande reflexão e mudanças em nossas vidas, mas como? Em Menina da Neve, temos um grande exemplo de como pode ser esse período em nossas vidas.



“A neve caía com mais intensidade e rapidez (...) os dois se encaravam, cada qual na sua porção de luz, a neve caindo entre eles deliberadamente se olharam, e aquele instante foi como a neve, lento e fugaz” (p. 41)

O livro “A menina da Neve” escrito por Eowyn Ivey, conta a história de um casal de meia idade, Mabel e Jack, que sofreram um grande baque com a morte da filha recém-nascida deles, e para se livrar dos fantasmas do passado, resolveram mudar da Pensilvânia para o Alasca, então venderam todas as suas terras lá e compraram uma fazenda próximo as florestas nesse estado onde o frio impera por vários meses do ano.

Essa mudança não foi nada fácil, Jack sofria porque não conseguiu plantar nada o suficiente para passar o inverno, e Mabel passava boa parte do tempo sozinha, inclusive pensando muitas vezes em suicídio devido a todo o contexto. Mas um dia, com a chegada da neve e do inverno, eles acabaram brincando como crianças e fizeram uma menina de neve, o que até aí seria normal, se no outro dia, não aparecesse uma Menina de verdade, com os mesmos trajes da menina, e que inclusive o ajudou em muitas circunstâncias. Nesse momento ficam vários questionamentos no ar, essa menina seria de verdade, ou invenção da cabeça deles? Se fosse de verdade como sobrevivera na neve? Quem eram os seus pais? Porque sempre andava com uma raposa? (Misterioso, né?)

“Ali estava. Uma imagenzinha em meio às árvores. Aquilo era uma saia cobrindo as pernas? Um cachecol vermelho no pescoço e cabelos brancos caindo nas costas? Pequena. Rápida. Uma menininha. Correndo perto da floresta. Depois desaparecendo nas árvores” (p. 47)

Snow Maiden, Wikimédia Commons


O enredo principal é baseado num conto Europeu “Snow Maiden”, que tem suas origens na Idade Média, onde uma criança tem origem relacionada a magia da neve, e que acaba derretendo com o verão, claro que existe várias versões, inclusive uma delas, onde o marido sequestra a criança mata e depois disse que a derreteu com o verão (o que não é o caso dessa história viu gente). Enfim, durante o enredo de Eowyn, o conto russo é apresentado para gente, sendo uma das possibilidades da origem da Garota (mas seria mesmo?).


A história é muito singela, não possui um clima de tensão e/ou suspense intenso, é desenvolvido mais na perspectiva de como os personagens foram mudando, se adaptando aquele ambiente, inclusive a relação de amizade que eles apresentam com os seus vizinhos, que é muito importante para a sobrevivência deles, mostra o quanto as pessoas podem se ajuda em momentos muito difíceis como o inverno rigoroso que é no Alasca.

A vida do casal, foi se ajustando aos poucos, passaram por muitas dificuldades, porém a presença da Menina da Neve foi essencial para eles, tanto em termos sentimentais, onde eles se afeiçoaram muito a garota, como em termos físicos, a qual a garota os ajudava, em vários momentos. O filho mais novo dos seus vizinhos, e agora amigos, também foi muito importante na vida deles, principalmente na roça com o Jack, o que inclusive ajudou em seu crescimento também, tornando-o um jovem mais responsável.



“A vida sempre nos joga para um lado e para o outro. É uma aventura não saber onde você acabará e como pagará a sua passagem. É tudo um mistério e, se dissermos o contrário, estamos mentindo para nós mesmos. ” (p.234)

O livro é divido em três partes, a primeira que nos introduz a história, onde podemos conhecer os personagens, o ambiente, a sociedade naquele período, até porque temos que levar isso em consideração, em vistas a alguns fatos, que podem ser considerados absurdos em nos dias de hoje, mas que naquela época é perfeitamente normal, como a caça para a sobrevivência, sendo tratada com naturalidade, ou a questão da família patriarcal. E claro na primeira parte somos inseridos ao mistério.

A segunda parte é o desenvolvimento da história, no qual é um pouco mais lenta em relação a escrita, porém em relação ao espaço-tempo é bem maior, pois nesse momento, os anos acabam passando muito depressa, e os anos são contados, de acordo com os ciclos de inverno e verão. E por fim a terceira parte vem para encerrar o enredo, com um final que chega a ser meio previsível, mas que não deixa de ser singelo e bonito, como toda a história.

A escrita de Ewoyn Ivey não é difícil, você provavelmente não precisará voltar parágrafos porque não entendeu. Em alguns momentos chega a ser relativamente descritiva, o que é interessante, percebe-se que ela viveu naquele local durante muito tempo (o que é ratificado, quando vemos o seu local de origem). E em relação a diagramação do livro e espaçamento, achei bem tranquilo, a capa é muito bonita com elementos de contrastes que nos deixa bem curioso para saber o que há por dentro dessa obra.

Dessa forma a Menina da Neve é uma história cativante que te leva ao autoconhecimento em meio ao inverno de nossas almas.

Skoob:4,1 Estrelas
Goodreads:3,93 Estrelas



E em comemoração ao CARNAVAL 2016, nós do Blog Sobre os Olhos da Alma, Editora Novo Conceito e Blog Garota Pai D'égua preparamos algo especial para vocês um SORTEIO dos livros "A Menina da Neve" e "Apenas um Ano" (Resenha das Meninas do Garota Pai D'égua Aqui). Para quem lembra, nós realizamos no final de dezembro o evento "Retrospectiva Literária 2015", porém alguns livros não chegaram a tempo para o Sorteio durante o evento, então decidimos que o livro seria sorteado aqui no Blog, depois de apresentarmos a resenha maravilhosa desse livro.

Quer Participar? É bem simples, você precisa ter endereço em território brasileiro, preencher o Formulário abaixo, no período de 23/01/2016 a 05/02/2016, e lembre-se, a cada tarefa cumprida você tem mais chance de ganhar os livros abaixo, vai perder. O resultado sairá, no dia 06/02/2015 (Enquanto você pula carnaval, nós anunciamos o vencedor, que receberá em casa logo após o Carnaval, os livros para engatar nas leituras de vez nesse ano de 2016)

É isso Soodinhas, e até a próxima...

a Rafflecopter giveaway

Recomendado Para Você

6 comentários

Comente com o Facebook

Instagram