Resenha: A Noiva Fantasma - Yangsze Choo

março 17, 2016 / Everton Assis /

Um pedido de casamento nada convencional cercado de mistérios e aventuras.




A Noiva Fantasma (The Ghost Bride)
Autora: Yangsze Choo
Editora: DarkSide® Books
Ano: 2015
Skoob: 4,3 Estrelas | Goodreads: 3,7 Estrelas
05 Estrelas
Compre Aqui

Certa noite, meu pai me perguntou se eu gostaria de me tornar uma noiva fantasma...
1893. Li Lan é uma jovem que recebeu educação e cultura, mas que vive sem grandes perspectivas depois da falência de seus pais. Até surgir uma proposta capaz de mudar sua vida para sempre: casar-se com o herdeiro de uma família rica e poderosa. Há apenas um detalhe: seu noivo está morto.
A Noiva Fantasma é o surpreendente romance de estreia de Yangsze Choo, a escritora de ascendência oriental que está encantando fãs por todo o mundo.
Por mais fantásticas que pareçam, as noivas fantasmas ainda resistem até hoje em parte da cultura asiática. A prática, que chegou a ser banida por Mao Tsé-Tung durante a Revolução Cultural, foi muito frequente na China e na Malaia (hoje Malásia) no final do século XIX. O casamento era usado para tranquilizar um espírito inquieto, e garantir um lar e estabilidade para as mulheres que diziam sim a maridos já falecidos. É claro que elas tinham um preço alto a pagar, e com Li Lan não seria diferente.



Escritora: Yangsze Choo é descendente de malaios. Formou-se na Universidade de Harvard e ocupou vários cargos corporativos antes de escrever seu primeiro romance, A Noiva Fantasma. Yangsze adora comer e ler, e faz as duas coisas ao mesmo tempo com frequência. Ela mora na Califórnia com seu marido e filhos, além de um coelho.

O que passa em sua cabeça quando perguntam a você se acredita em fantasmas, vida pós a morte ou algo sobre natural? Ah quem acredite nisso, outros que não acreditam mais tem medo ou os descrentes. No meu caso, eu tenho e medo hahaha.



Resenha: Choo nos leva em uma viagem a Malaia (atualmente Malásia) no período de 1898, cheia de cultura, tradições e superstições, aqui conhecemos Li Lan uma jovem moça descente de uma linhagem bem sucedida até um período atrás, que já pensava em seu casamento, mas pela situação que passava, se via cada vez mais longe de realizar.

Li Lan perdeu muito cedo sua mãe, vítima de um surto de malária, que desequilibrou seu pai, que passa os dias trancado em seu escritório fumando ópio (espécie de erva da região). Um dia seu pai recebe uma proposta de casamento que garantira o futuro de Li Lan, porém, o que ela não esperava era que o pedido de casamento seria de um noivo morto. O QUE! Mortinho da silva.



Desde o dia que a família do morto fez o pedido de casamento, Li Lan passou a receber visitas em seus sonhos de Lim Tian Ching o noivo em questão (só de saber que ele está morto sobre um arrepio, imagina sonhar com ele, entro em modo chaves fazendo a cruz), Li Lan acaba contando para sua amah o que se passava e na tentativa de afastar esses pensamentos ou sonhos, as duas recorrem a uma pessoa que alega ter poderes místicos, o que não deu muito certo.



Por uma eventualidade, Li Lan acaba passando para o plano espiritual (Choo explica que Li fica em uma espécie de coma). Uma vez no plano espiritual, Li vai em busca de resposta para o que de fato está acontecendo. Li Lan se depara com algo que jamais imaginou, navegando pela cultura e tradições (algumas reais, outras criações de Choo) de um povo sobre o mundo dos mortos.

O livro ao todo é dividido em quatro partes; O primeiro conta a trajetória de Li Lan pelo mundo dos mortos, a segunda parte Li Lan descreve como é sua vida no mundo dos vivos, contado suas tradições e superstições, além do motivo de algumas almas vagarem sem destino pela terra. Na terceira parte, Li Lan com ajuda de uma alma, consegue ir para o plano espiritual, aonde as almas desfrutam dos bens enviados de seus familiares enquanto aguardam seus julgamentos. A quarta parte traz o desfecho da jornada de Li pelo mundo dos mortos. Nesse momento, temos uma Li totalmente mudada, mais madura, decidida porem ainda doce.



Durante sua jornada Li conhece personagens que cativam você, como Fan, uma alma que está no mundo dos mortos aguardando seu amado (que romântico), a família Lim que aparenta ser feliz (apesar do luto pelo Lim Tian) mas escondem grandes mistérios, Tian Bai (primo do noivo) que Li Lan nutre uma paixão e o enigmático Er Lang (foquem nesse personagem haha) que e uma espécie de detetive no mundo dos mortos, entre outros.



Sobre Malaia:

A historia se passa no período em que a Malásia (atualmente) era apenas a Federação Malaia governada pelos britânicos. Vale ressaltar que nesse momento Malaia rendeu aos britânicos um bom dinheiro com a produção de carvão. No passado já pertenceu aos portugueses.

Malaia tinha forte ligação chinesa, pois chineses solteiros vinham se aventurar pelas terras e acabavam formando famílias, assim mesclando suas culturas. Somado-se a isso os filhos eram disciplinados ao modos chineses, e as filhas só poderiam se casar com homens chineses ou descendente, para preservar a cultura.



Sobre a Cultura Do Casamento Fantasma:

Trata-se de uma tradição chinesa em que um homem não poderia ser enterrado sem está casado, pois acreditavam que seu espirito descansaria e poderia trazer coisas más para a família. Para que isso não aconteça, a família ia atrás de famílias que também tiveram uma perda, e que estejam disposto a casar seus filhos com direito a pagamento de dote.

Da mesma forma que Choo descreve no livro, tem pessoas que acreditam que tal casamento traga azar quando a mulher está viva. No caso de mulheres já viúvas que se casam de novo, quando morrem devem retornar para ser enterrada com seu primeiro marido, assim a família do segundo marido deve retornar jornada de procurar uma nova esposa (meio confuso e um tanto assustador).



INCRIVEL! É está palavra que define essa leitura, Yangsze soube cativar a cada página, a ponto de você não querer mais largar o livro (todo mundo espera leituras assim). A autora acertou nos momentos de descrição que não tornaram cansativa a leitura e sim de pensar “se não houvesse isso, ficaria perdidão”. Destaco como ela soube introduzir as tradições da região que só engrandeceu a história.

Sobre está edição? Darkside Books arrasa sempre! A capa linda que ajudou na criação de Li Lan na imaginação, a diagramação que ajudou a leitura não ficar cansativa. As notas de rodapé que dão a ajudinha na leitura. Sem falar nos extras aonde você pode saber mais sobre a região e as tradições chinesas, além do agradecimento de Choo. Destaque para o final do livro, que há páginas destacáveis para se fazer origami (tive pena de tirar um pedacinho que for).



Nem preciso dizer que e super recomendável essa leitura!

Ah, e não se esqueçam. Querem faturar esse livro, venha conosco e participem no dia 27/03/2016 na Saraiva do Shopping Boulevard em Belém do Darklove Day, evento que pretende mostrar as obras do selo Darklove da Editora Darkside Books. Não percam, quem sabe vocês faturem esse livro. Vale ressaltar que o evento é gratuito e que basta confirmar a sua participação no link abaixo. Até mais soodinhas.



Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram