[Semana Jovem Adulto] Resenha: Temporada de Acidentes - Moïra Fowley-Doyle

junho 06, 2016 / Redação SOODA /


Temporada de Acidentes (The Accident Season)
Escritora: MOÏRA FOWLEY-DOYLE
Editora: Editora Intrinseca
Ano: 2015
04 Estrelas

Guardem as facas, protejam as quinas dos móveis, não mexam com fogo. A temporada de acidentes vai começar. Acontece todo ano, na mesma época. Todo mês de outubro, inexplicavelmente, Cara e sua família se tornam vulneráveis a acidentes. Algumas vezes, são apenas cortes e arranhões. Em outras, acontecem coisas horríveis, como quando o pai e o tio dela morreram. A temporada de acidentes é um medo e uma obsessão. Faz parte da vida de Cara desde que ela se entende por gente. E esta promete ser uma das piores. No meio de tudo, ainda há segredos de família e verdades dolorosas, que Cara está prestes a descobrir. Neste outubro, ela vai se apaixonar perdidamente e mergulhar fundo na origem sombria da temporada de acidentes. Por que, afinal, sua família foi amaldiçoada? E por que não conseguem se livrar desse mal? Uma narrativa sombria, melancólica e intensa sobre uma família que precisa lidar com seus segredos e medos antes que eles a destruam.

Autora: MOÏRA FOWLEY-DOYLE é metade francesa, metade irlandesa e mora Dublin com o marido, duas filhas pequenas e um gato já velhinho. Sua metade francesa gosta de vinho tinto e livros sombrios, daqueles em que todos morrem. Já a metade irlandesa gosta de chá e finais felizes. Uma das inspirações de seu livro paira no ocultismo e realismo mágico existente na Irlanda e é claro sua tendência a sofrer acidentes.

Existem dias que a Lei de Murphy nos castiga, a gente acorda se batendo, mete a cara na porta, tropeça e cai na frente do crush, torce o tornozelo, bate o dedo do pé (sempre o mindinho e numa quina), enfim, passa o dia sofrendo (É uma desgraça né).

E quando isso se potencializa num mês? Já aconteceu com vocês (não quero nem imaginar)??? E quando isso se torna recorrente pelo menos em um mês a cada ano?? Virando assim uma Temporada de Acidentes...

Pois é, com a família de Cara é exatamente desse jeito, todo o mês de outubro de todos os anos, ocorre a Temporada de Acidentes com a sua família. O pior que já houveram morte, então eu pergunto a vocês, o que fazer?


“É a temporada de acidentes: acontece todos os anos na mesma época. Um período em que ossos quebrados, cortes e hematomas são frequentes.” (p. 15)

Então gente, a vida de Cara e sua família não é fácil, como vocês puderam perceber, e agora mais uma temporada de acidentes se aproximava, porém, Bea sua amiga que adora uma Tarozinho de vez em quando (Miga, sua loucaaa, joga pra mim), avisara que dessa vez seria pior do que os outros anos, (uma profecia meio bizarra!!). Oque seria pior do que sofrer acidentes? A morte? Isso e outros detalhes vocês vão encontrar no livro de Moira Fowley-Doyle.

Na história Cara é uma adolescente e possui dois irmãos (ta bom, na verdade uma irmã), Alice, uma menina meio cética em relação a temporada de acidentes, que assim como Cara são bem independentes, apesar de alguns problemas que a personagem apresenta; Sam, “o outro irmão”, é filho do padrasto de Cara, que o abandonou e desde então é tratado como irmão das meninas.

A mãe de Cara, é a pessoa que trata com maior seriedade a Temporada de Acidentes, talvez por ter perdido alguns parentes, que a fez redobrar os cuidados, durante os meses de outubro de todos os anos.

A história vai se desenvolvendo e você vai percebendo o quanto essa série de acidentes vai prejudicando a família, você fica tenso, até porque estamos lendo uma passagem que Cara está de boa conversando, de repente ela cai no rio, de repente ela bate a cara na porta, e por aí vai, é um negócio bem sobrenatural.


“ Então, bridemos a temporada de acidentes, ao rio que corre sob nossos pés, onde naufragamos nossas almas, aos hematomas e aos segredos, ao fantasma do sótão, mais um brinde a estatua da águas” (p. 116)

Nesse pano de fundo, a protagonista ainda precisa lutar com os desafios de um adolescente normal, tal como ter um “Crush” meio impossível (talvez não), ir bem na escola, fazer amizades, enfim, Dinâmicas de adolescentes (bons tempos.... aaaaah), porém nessa temporada de acidentes, outras coisas começam a serem revelados, principalmente os segredos.

E isso essa família sabe ter muito bem, SEGREDOS!!! Aqui podemos contar que o livro começa a rolar tanta treta, que eu senti que a qualquer momento os personagens iriam sair do livro, se figurar em formas humanas e se digladiarem (briga, briga, briga).

E gente, confessar uma coisa para vocês, gostei muito da escrita da autora, é bem delineada, fluida, a qual faz com que você termine rapidinho a história.


Além disso, a autora conseguiu delinear pontos, como relacionamento abusivo, pedofilia, entre outras coisas que tem sido discutida nos dias de hoje, e o que gostei muito, por que não ficou uma coisa tipo: to te ensinando, vê se aprende. Ficou tipo: Olha o que acontece com algumas pessoas, e a gente nunca sabe.

Confesso que senti um pouco de falta de profundidade nesses assuntos tão delicados, mas compreendo que até então eles são uma espécie de histórias coadjuvantes em relação a temática central, porém não deixam de ser um alerta bastante significativo aos “Jovens Adultos”.

Conforme o livro foi se aproximando do final, a história acelerou e as bombas começaram a aparecer, e eu não estava preparado para elas. Percebemos então que a temporada de acidentes transcende os aspectos físicos dessa família. Eu adorei.

Então soodinhas, Temporada de Acidentes, caiu acidentalmente no meu colo, mas trouxe tantas reflexões que começo a imaginar se não foi proposital ter aparecido pra mim, pra você, para nós para assim “trazer além de uma mensagem de força, uma mensagem de superação, no qual temos que considerar se podemos levar para todos os dias de nossa vida”.


“A dor é poesia. Uma poesia que nos escarna, larga as pedrinhas da verdade dentro de nós e nos costura de volta. É o fim da temporada de acidentes” (p. 243).

Skoob: 3,9 Estrelas
Goodreads: 3,63 Estrelas
E Não se esqueçam galera, no próximo dia 12/06, teremos evento em Belém do Pará abordando os Romances YA.


Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram