Resenha: Ta Todo Mundo Mal - Jout Jout

julho 12, 2016 / Redação SOODA /



Jout Jout - Ta Todo Mundo Mal Editora: Companhia das Letras
Autor: Jout Jout
Ano: 2016
04 Estrelas

'Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas “melhores” angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, “Jout Jout, Prazer”.
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!'

Autora: Jout Jout é jornalista e youtuber com cerca de quase um milhão de inscritos em seu canal, onde ela trata de assuntos polêmicos, ou apenas variedades e entretenimento.



Vamos superar as nossas crises juntos?

A Crise do Tacacá: Em um dos últimos videos, Jout Jout resolveu contar a sua experiência com o Jambú, sua língua tremeu, se dilacerou, foi gosto ruim para todo lado, a cada momento o negócio ia ficando pior, e no final, nada resolvia, a sensibilidade já tinha ido pro brejo. Dias atras ela então foi ao Amazonas e o jambu apareceu na vida dela, ela não queria, mas aí seu ex-companheiro pediu, o cheiro era forte e ela então se deliciou com aquele sabor e percebeu que a vida pode te dar mais uma boa chance para as coisas boas, então sempre aproveite. (hahahaha)


Já ouviram falar de Jout Jout?? Para quem ainda não a conhece, ela é uma Youtuber, famosa por gravar esquetes com temas cotidianos, falando de temas como empoderamento feminino, crises da vida, polêmicas, e outros temas onde seus mais de 1 milhãoe inscritos que se identificam muito bem.Você que ainda não a conhece? Acesse o canal dela e saiba mais.

No último mês de abril de 2016 chegou nas livrarias de todo o Brasil o seu primeiro livro, Ta Todo Mundo, onde através de suas experiências ela lida com temas relacionadas as nossas muitas crises na vida, aquelas que sofremos solitariamente, achando, "Pqp, será que sou só eu que tenho essas neuras?", pode ser que não, e ela mostra que milhares de pessoas podem sofrer dos mesmos problemas que você, e como supera-los? com muito bom humor, afinal, se não for assim, quando vamos ter tempo para ser felizes?



O livro inicia com um prefácio do seu ex-companheiro, dizendo como foi o processo criativo desse livro, e contando um pouco para gente quem é a Jout Jout, a carioca fluminense de Niterói, que com apenas 25 anos conseguiu uma legião de fãs com seus videos e esquetes. Após isso, a propria Jout Jout faz uma apresentação do seu livro, falando de crises, afinal, aqueles que vivem nesse planeta com certeza já passaram por muitas e ainda irão passar por outras milhares.

Dessa forma o seu livro é dividido em crônicas de sua vida, onde ela nos conta um pouco de algum acontecimento dela, e claro, suas reflexões sobre aquele momento, suas ansiedades, pensamentos, coisas nas quais, normalmente guardamos somente para a gente imaginando que aquilo é bizarro demais para contar para alguém. O pior, que essas crises parecem que são solitárias, únicas, e até podem ser para gente, mas no fim e consequência, ela faz parte de todos nós em algum grau.

Crises desde sua infância, são elucidadas com muito bom humor, semelhante aqueles vistos em seus videos, como a história de sofrimento pelo Tamagoschi quando ela era criança, ou ainda a puberdade, primeiro emprego, emprego dos sonhos, medos de suas vida, crises sexuais, abuso sexual, faculdade, enfim, são dezenas contadas nas suas mais de 190 páginas. E claro, elas são recheadas de reflexões, escolhas, e algo que podemos aprender, ou no minimo compreender como as pessoas possuem determinadas neuras, é louco, envolvente e real.



Confesso que algumas crises, são mais relacionadas ao público feminino, e dessa forma eu não me sentir tão próximo a elas, mas conseguir compreender muitos medos que as mulheres possuem perante a vida, afinal compreendendo que esse mundo ainda é essencialmente patriarcal, essas crises pairam nesse sentido. Essas discussões chegam ser um reforço para a união e luta contra esses problemas ainda existentes.

Sei que alguns de vocês ainda devem considerar, "Ah, mas ela é youtuber, é baixa literatura, não vou perder tempo com isso". Bom, já falei sobre o preconceito literário no ano passado, e confesso que até então tenho (não deixei de ter) certo preconceito com determinadas obras, mas de certa forma isso é prejudicial, pois podemos perder algumas boas oportunidades de leitura.

Bom, é claro que obras literárias não agradam a todos, mas podem trazer bons ensinamentos, e mesmo que não tragam, ou reforcem o preconceito, como outros youtubers, elas ainda são importantes para que as pessoas compreendam que mentalidades atrasadas não possuem forças para se manter nos dias de hoje. E nisso, essa obra de Youtuber que estamos falando ganha muito, pois Jout Jout luta pela liberdade individual de cada um, e isso é importante, para que através de discussões possamos continuar a evoluir.



Então Ta Todo Mundo Mal é para pessoas que:

  • Lutam pelo Empoderamento Feminino;
  • Gostam de reflexões sobre as crises da vida;
  • Que gostem de obras bem humoradas;
  • Sejam da Familía Jout Jout;


Dessa forma, "Ta Todo Mundo Mal" traz a Jout Jout dos videos para o mundo dos livros, marcando a nossa geração, afinal livros são testemunhos da história, mostrando que nossas lutas pessoais e coletivas podem ser superadas, basta que estejamos dispostos a enfrentar a vida, a sociedade, a nós mesmos.

SKOOB: 4,1 Estrelas

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram