Resenha: Confissões do Crematório - Caitlin Doughty

setembro 06, 2016 / Francisco Soares Chagas Neto /

Vocês devem estar se perguntando, porque eu estou recomendando um livro que vai abordar a morte de vocês? Eu respondo: Porque a Morte não é exclusiva sua, estará presente em todos aqueles que estão vivos, então porque temer?



Confissões do Crematório (Smoke Gets In Your Eyes)
Darkside Books
Autor: Caitlin Doughy
Ano: 2016
05 Estrelas
Skoob: 4,8 Estrelas /Goodreads: 3,98 Estrelas
Compre Aqui
Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e aprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto.
Confissões do Crematório reúne histórias reais do dia a dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos históricos, mitológicos e filosóficos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores.

Autora:Caitlin Doughhty é formada em História Medieval, trabalhou durante muitos anos em um Crematório e hoje se dedica a divulgar mais sobre as questões sobre a morte em seu canal Ask a Mortician e também possui um grupo The Order of The Good Death, para didcutir sobre mortalidade com aqueles que trabalham, estudam, e gostem do assunto.



Eu quero que vocês sejam sinceros comigo (na verdade com vocês mesmos). Vocês tem medo da morte? se você ou algum parente se estivesse perto da morte, qual seria o seu sentimento perante a esse momento? Talvez seria um sentimento bem difícil, não é verdade? Esse livro talvez possa a te ajudar nesse processo de "naturalização" da morte, o que não irá retirar os seus sentimentos de sofrimentos perante ela, mas pode te ajudar com aqueles sentimentos de: "O que faço agora?", como a própria autora ressalta.

Confissões do Crematório é um livro de não-ficção, o primeiro da Editora Darkside Books, lançado pelo selo "DARKLOVE" e vai contar as memórias da autora, durante a sua vivência em relação a morte, dentro e fora do seu ambiente de trabalho, que nada mais é que um Crematório localizado nos Estados Unidos.

Caitlin começa o livro abordando como ela abordou a morte pela primeira vez, e como esse impacto foi responsável pelas suas escolhas profissionais. Ela nos conta, alguns detalhes de sua primeira vez manipulando um cadáver (com muitos detalhes mesmo) e ela acaba mesclando as memórias, com algumas questões histórico-culturais da humanidade, ou seja através de suas experiências, nós acabamos por mergulhar em uma verdadeira aula de história, como se estivéssemos novamente no banco da escola.



Desde o inicio a autora tenta tratar o aspecto da morte de maneira mais natural possível, afinal de contas, a cada um segundo, pelo menos dois humanos morrem no planeta Terra, ou seja muita gente. E mesmo assim, nós temos muito pouco contato com cadávers,e falamos tão pouco sobre a morte, mesmo ela pairando em todos os momentos de nossas vidas. Quando estamos doentes, procuramos incessantemente a cura, e nosso instinto de preservação apita a todo momento, evitando a morte. E nos deixando menos preparado para elas. E a autora busca que através dessas discussões, possamos tratar esse momento, não com banalidade, mas com naturalidade.

Alias, a autora faz grandes criticas a banalidade da morte também. Ela é adepta da cremação, ou de enterros mais naturais, porém não deixa de tecer criticas a crematórios que cobram alguns poucos dólares para retirar o corpo do local da morte, crema-lo e mandar via correios, como se fosse um produto qualquer.

Percebe-se ao longo dos capítulos que existe bastante pesquisa envolvida nesse livro, ela traz a tona por exemplo, os metodos de canibalismo dos índios Wari, aqui no Brasil, questionando como a nossa cultura, simplesmente chegou lá, e acabou centenas de anos de crenças desses povos. E com isso ela acaba discutindo também essas questões culturais entre as sociedades, o que me deixou bastante fascinado e interessado na história.

Entre os temas abordados nos livros podemos ver, às questões relativas sobre cremação, processo de decomposição, diferenças entre os corpos, cremação, embalsamento, maquiagem de cadávers, cultura da morte em várias civilizações, as familias dos mortos, cadávers infantis, entre outros. São assuntos abordados com bastante maestria com alguém com experiência técnica e conhecimento. E além de tudo, esses tópicos são abordados com bastante humor, e algumas vezes, com alguma riqueza de detalhes (tanto detalhe que a gente imagina o cadáver, como ela viu).

Enfim, com certeza a gente chega ao final do livro tendo uma outra visão sobre a morte, uma visão mais amena, com menos distanciamento, comigo a autora conseguiu, sem dúvidas atingir a seus objetivos.



EDIÇÃO DA DARSIDE BOOKS: Claro que não poderia deixar de falar de alguns detalhes dessa edição maravilhosa da Editora Darkside Books. Primeiramente, a capa que lembra os antigos anúncios de funerárias e com um olho que relembra bem o titulo em inglês. Além disso, a segunda e terceira capa e as contracapas tem detalhes do corpo humano que são maravilhosos. E a folha de guarda também tem um esqueleto mostrando cada osso do ser humano (com os nomes em inglês). A edição de vocês, ainda vem com um marcador em formato de uma carta de tarot, com a capa de um lado, e um esqueleto que representa a morte do outro. Quer coisa mais maravilhosa?



Recomendamos essa obra para:


  • Todos aqueles que querem saber mais sobre a morte;
  • Pessoas interessadas em saber mais sobre cultura e mortalidade;
  • Pessoas que querem saber mais dos bastidores de um crematório;
  • A todos os seres humanos cientes que um dia irão morrer.


Então é isso galera, em breve retornamos com muito mais.

Obs: O livro foi cedido pela Editora Darkside Books

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram