Especial: Livros para esse Natal

dezembro 07, 2016 / Redação SOODA /

Com a chegada do Natal, chegam-se juntos, os presentes para amigos e famílias. Pensando nisso, reunimos um time de blogueiros literários paraenses que escolheram algumas indicações de livros para presentear, a todos




Começa-se o eco dessa música cantada por Simone: "Então é Natal, e o que você fez? o ano termina, e nasce outra vez". É o momento que você percebe a chegada do fim de ano, das festas, e com ele: Os presentes.


É um ciclo anual, presentear pessoas durante o natal, escolher, embrulhar e dar, esperando um sorriso de que você acertou. Às vezes algumas pessoas dificultam um pouco a sua vida, seja aquele parente que não gosta de nada que você dê, ou o amigo secreto que não deu nenhuma sugestão. Então você pensa: "O que fazer?".

Pensando nisso, esse ano, reunimos um time de blogueiros paraenses, que nos mandaram algumas indicações literárias que podem ser aquela que você esperava para presentear o seu amigo, ou parente. Então vamos lá?

UMA MORTE HORRÍVEL (Penélope Bagieu): Zoé trabalha em excesso e ainda precisa suportar o namorado desempregado e grosseiro. Até que cruza o caminho de Thomas, um escritor de sucesso à procura de inspiração.
Nada intelectual, ela não sabe diferenciar Balzac de Batman, mas vai ter que ficar esperta… porque Thomas esconde um segredo que coloca Zoé no meio do que pode se tornar o escândalo literário do século.
De uma das quadrinistas mais conhecidas da França, Uma morte horrível é uma história de amor e ambição com uma heroína inesquecível.

PLACAS TECTÔNICAS (Margaux Motin): Aos 35 anos, Margaux Motin narra os erros e acertos que abalaram sua existência em páginas repletas de humor e realidade. Uma separação e um novo amor mudam radicalmente sua vida de mulher com trintas e poucos anos de idade; uma época em que decisões abruptas podem levar a consequências desastrosas.

PARECER JUJUBA COM PIMENTA: Ambas com personagens super atuais, mulheres que entre seus trancos e barrancos, conseguem fazer grandes descobertas nas suas vidas: amar e conhecer a si mesmas. Em Placas, o leitor só descobre o porque do título quase na última página e é tão leve que quase passa desapercebido. Em Morte, o leitor tem direito a um dos maiores e divertidos plot-twist em graphic novels. Recomendadíssimos. Conheça o Jujuba com Pimenta.

Imagem: Renata Pamplona/ Jujuba com Pimenta

CAÇADORA DE ESTRELAS (Raíza Varella): Após flagrar o seu atual namorado com outro cara - não, você não leu errado - e constatar que o safado tinha um gosto para homens até melhor do que o seu, Eva se arrepende por ter abandonado a família, o gato, o emprego, os amigos e até e o país para segui-lo e decide que é hora de voltar para a casa, com o rabo entre as pernas, um mau humor feroz e sem um tostão no bolso. Mas ao contrário do que imaginou não é recebida com faixas e balões, muito menos com boas-vindas e sim com mais e mais azar - como se não bastasse todas as vezes em que foi traída, abandonada pelo circo ou roubada por alguma estrela errada -, seu irmão acabou com seu carro novo, seu pai se casou, ela ganhou duas quase irmãs indesejadas, seu melhor amigo roubou seu gato e ainda de quebra arrumou uma namorada.
Embora a vida em casa não esteja como deixou, Eva é obrigada a seguir em frente e lidar com a situação como uma mulher adulta. O que em seu dicionário quer dizer se embebedar, distribuir socos e grosserias a quem quer que esteja ao seu alcance e recuperar seu gato - a qualquer custo -, nem que para isso precise roubá-lo de volta.
O que desconhece é que o destino iria lhe preparar uma surpresa, lhe oferecendo algo que não poderia ter, um amor proibido. Será ela corajosa o suficiente para lidar com mais um coração partido, mesmo que seja pela estrela mais brilhante do céu?

PARECER PAUSA PARA UM CAPITULO: O livro mas visceral que eu li ultimamente. É uma história de Amor? Sim, mas uma história de amor triste, que por diversas vezes tive que parar, respirar, limpar o rosto e voltar a leitura, que nos faz refletir até que ponto o nosso egoismo e o nosso orgulho vale a pena.Por um certo momento vamos odiar a mocinha? vamos sim! Porque simplesmente ela é nosso espelho, onde vamos conseguir ver os nossos maiores defeitos em alguém que só quer encontrar o verdadeiro amor.
Você começa a ler pensando "Ah, é mais um romance em que a protagonista é pirada ao cubo, que não percebe que o melhor amigo é apaixonado por ela, ai do nada começa a se apaixonar por ele!". Mas "aí" que ela te da um belo soco na cara. Essa é uma história sobre Egoísmo, perdão e principalmente ALTRUISMO! Até que ponto nós conseguimos fazer algo pela pessoa que amamos, sem pensar na gente primeiro, sem querer nada em troca. Esse livro fala também sobre trocas de papeis, sobre como temos que deixar de ser frágeis e mimadas e começarmos a mostrar o amadurecimento, o seguir em frente, o quanto precisamos ser fortes pela pessoa que amamos. E principalmente sobre luto! Conheça Pausa para um Capitulo.

A ZONA MORTA (Stephen King): Após passar cinco anos em coma profundo, Johnny Smith, um simples professor, acorda de seu estado inconsciente não reconhecendo certos objetos. Segundo os médicos, Johnny está com uma área de seu cérebro danificada, a qual eles chamam de Zona Morta. Mas, este será o menor dos problemas na vida de Johnny daqui para frente. Ele agora é capaz de, com um simples aperto de mão, saber fatos do passado das pessoas e prever seu futuro. Para aqueles que estão a sua volta, esta é uma dádiva. Para Johnny, não passa de uma maldição. Com isso, o professor torna-se popular, atraindo um número crescente de pessoas em busca de previsões. Mas, ao apertar a mão de Greg Stillson, um inescrupuloso político norte-americano, Johnny será atormentado por uma visão apocalíptica. Ele será, então, obrigado a tomar uma decisão que pode mudar não só a sua, como a história de todo o mundo.

PARECER GATO QUE FLUTUA: Eu andava meio traumatizada com Stephen King desde O Iluminado, pois não tinha curtido muito o livro. Mas como muitos dos membros do PA Book Club amam o King resolvi dar uma segunda chance.Recomendo muito esse livro, pois traz muitas reflexões sobre o homem e as suas escolhas sociais.Johnny Smith se tornou, pra mim e pra Dalissa, um dos melhores protagonistas já vistos! Conheça o Gato que Flutua.

Imagem: Debb Cabral/ Gato que Flutua


DOMINIC (L.A.CASEY):Depois de um acidente que matou seus pais, quando ainda era uma criança, Bronagh Murphy escolheu se afastar das pessoas, em um esforço para se proteger de futuras mágoas. Se ela não se apegar, se não conversar ou tentar conhecê-las, elas a deixarão em paz, exatamente como ela quer. Quando Dominic Slater entra em sua vida, ignorá-lo é tudo que ela precisa fazer para deixá-lo intrigado. Dominic está acostumado se destacar, e quando ele e seus irmãos se mudam para Dublin, na Irlanda, por causa de um negócio de família, isso é exatamente o que ele consegue: a atenção de todos. Menos da linda morena de língua afiada.

PARECER GAROTA PAI D´ÉGUA: Bom, para aquelas pessoas que são tão loucas por romances como eu sou (rsrsrs...) sempre é bom descobrir livros novo com plots diferenciados, dramas reais e complexos e ao mesmo tempo, com mocinhas que são cada vez mais parecidas com a gente. Fica muito fácil se identificar com elas. Ou mesmo viajar no tempo e esperar o lindo nobre mal compreendido que é um libertino, ou livros de romances que são tão desconcertantes que por vezes durante a leitura fechamos o livro e ficamos totalmente erradas... ou mesmo vermelhas.
Dominic é assim... como descrever um livro tão clichê e ainda tão único?
O livro "Dominic" foi tão tocante que tive que ler ele duas vezes seguidas. Eu não queria ter que parar de interagir com o Dominic, um garoto com um passado marcante (literalmente) e que ainda assim luta a todo o custo para manter e proteger as coisas importantes.
Bronnah e Dominic brigam muito, mas acho que em parte a diversão do livro está justamente assistir ao cabo de guerra entre esses dois cabeças duras. Conheça o Garota Pai D´Égua.

O CONCORRENTE (Stephen King): No 2025 de Bachman, a TV domina os lares americanos, entorpecentes são vendidos em máquinas automáticas e ar puro é privilégio de poucos. Um mundo onde um jogo chamado matabol é brincadeira de criança e a desgraça alheia é a maior diversão. Na telinha, uma volta à Roma dos gladiadores, com milhões de telespectadores sedentos de sangue levando os índices de audiência às alturas. É nessa arena futurista que desembarca Ben Richards, um desempregado disposto a qualquer sacrifício para salvar a vida da filha. Sua última tentativa é participar do programa O Foragido, disputa da qual ninguém conseguiu sair vivo ainda.
O Concorrente inspirou o filme O Sobrevivente (The Running Man), estrelado por Arnold Schwarznegger em 1987. Outra curiosidade: King declarou que levou apenas 72 horas para escrever o livro.

PARECER COVIL LITERÁRIO: Stephen King, na pele do seu pseudônimo Richard Bachman, consegue arquitetar uma sociedade distópica, que lembra muito o recente Jogos Vorazes. O livro mostra como a mídia pode ser manipuladora e pintar uma falsa realidade, como as pessoas são facilmente influenciadas e como somos capazes de nos rebaixar as piores condições, por outras pessoas.
Foi um livro do King, muito profundo em várias questões. Conheça o IG Covil Literário

Imagem: Rafael Lutty/ Covil Literário

CICLO DAS TREVAS - O PROTEGIDO (Peter V. Brett): Às vezes há boas razões para ter medo do escuro... Assim que a escuridão cai, os demônios corelings aparecem em grande quantidade, gigantes de fogo, madeira e rocha famintos por carne humana. Depois de séculos, os humanos definham com o esquecimento das marcas de proteção. Arlen, Leesha e Rojer, três jovens que sobreviveram aos ataques demoníacos, atrevem-se a lutar e encarar o perigo para salvar a humanidade. Em O Protegido – eleito um dos dez melhores romances fantásticos de 2008 pela Amazon UK –, a humanidade cedeu a noite aos corelings e são poucos que ainda conseguem se esconder atrás das proteções mágicas, rezando para que elas os conduzam para mais um dia. Conforme os anos passam, as distâncias entre as pequenas vilas se aprofundam. Parece que nada pode deter os demônios ou aproximar a humanidade novamente. Arlen, Leesha e Rojer, crianças nascidas nesses pequenos vilarejos hoje isolados, não se conformam com essa situação.

PARECER ME LIVRANDO: É um livro que encanta. Na edição capa dura e na história também. Se você já lê fantasia azul, irá amar a história. Se você nunca leu, é uma bela introdução à esse mundo. Além disso, também possui um worldbuilding fantástico e a narração do Brett é muito boa, do tipo que prende você. Ótima opção para dar de presente, inclusive para *se* dar de presente. Um livro que continuarei recomendando daqui a dez anos. Conheça o Blog Me Livrando

Então, gostaram das indicações? tem para todos os gostos, não é verdade? Agradeço a Renata Pamplona (Jujuba com Pimenta), Carol Lima (Pausa para um Capitulo), Anne Magno (Garota Pai D´Égua), Debb Cabral (Gato que Flutua), Rafael Lutty (Covil Literário) e Celly Nascimento (Blog Me Livrando).
Acessem o blog desse pessoal, e tenha acesso a muito mais indicações para esse natal. Até a próxima pessoal.

Recomendado Para Você

1 comentários

Comente com o Facebook

Instagram