É realizado em Belém, semana em homenagem ao Quadrinho Nacional

fevereiro 01, 2017 / Francisco Soares Chagas Neto /

Evento busca divulgar a produção de quadrinhos no Pará, através de Exposição, Workshops, Bate-Papo e venda desse material




Em 30 de janeiro de 1869 (há 148 anos) foi publicado no Jornal Via Fluminense o primeiro quadrinho nacional, sob o titulo "As Aventuras de 'Nho-Quim' ou impressões de uma viagem à Corte" pelo artista Angelo Agnelo. E para comemorar esse pontapé para a produção nacional desse formato de história, foi então instituído mais tarde o Dia Nacional do Quadrinho. Claro, após isso a produção desses materiais arranjou um terreno fértil em nossas terras recheadas de criatividade. Ziraldo, Mauricio de Souza, Luiz Gê, os mais recentes Danilo Beyruth, Cristina Eko, Paulo Cubrim, Fábio Moon, Gabriel Bá, entre muitos outros.

Primeiro Quadrinho Publicado no Brasil
Domínio Público


Pensando nisso, ocorrem em várias cidades do país, uma semana dedicada ao Quadrinho Nacional. Em Belém do Pará, o evento está ocorrendo no 3º andar da Fundação Cultural do Pará (antigo CENTUR), e tem a organização da Biblioteca Pública Arthur Viana e o Grupo de Quadrinistas da Amazônia. O evento já está em sua terceira versão, e tem workshops, bate papos, exposição, feira de quadrinhos e um concurso cultural, voltados para o iniciantes da área.

GIDALTI JR. E SEU PROCESSO CRIATIVO PARA CRIAR CASTANHA DO PARÁ

Nesse segundo dia (31/01), o participante do bate papo, foi o artista Gidalti Jr. Ele é professor, publicitário e artista visual com mestrado em artes. Ele contou a sua jornada do herói para então publicar o seu primeiro livro "Castanha do Pará". Foi um momento descontraído que Gidalti aproveitou para falar como sua carreira mudou, onde ele deixou a sua estabilidade como dono de uma agência de propaganda para seguir o seus sonhos. Falou do processo de aprendizado em São Paulo, seus paradigmas e até mesmo sua persistência até o lançamento da sua obra na Comic Con Experience ocorrida em dezembro na cidade de São Paulo em dezembro de 2016.



Na platéia haviam além de estudantes e interessados no assunto, vários profissionais que contribuíram sobre as dificuldades do mercado de quadrinhos, ou então a possibilidade de diagnosticar quantidade de coisas boas produzidas na região. É muito bacana ver essa interação entre todos e conhecer um pouco mais acerca dessa área que tem muitas coisas boas, mas muitos percalços a enfrentar.

3º CONCURSO DE QUADRINHOS

Promovido pela Biblioteca Pública Arthur Viana, as inscrições para o 3 Concurso de Quadrinhos, voltados para profissionais dessa área no Estado Pará estão abertas até o próximo dia 4 de Março. O regulamento e ficha de inscrição estão disponíveis no site da Fundação Cultural do Pará e entre os prêmios está a publicação da obra vencedora (Que legal !!! já quero saber o que o povo está produzindo por aqui). Acesse o link aqui.



O EVENTO AINDA NÃO ACABOU

Para quem quiser participar do evento ainda dá tempo. Está ocorrendo no 3º andar da Fundação Cultural do Pará, onde fica a Biblioteca Pública Arthur Viana uma Exposição de várias obras de quadrinistas paraenses, além de uma feira de quadrinhos, com venda de HQ´s locais, nacionais e internacionais (Algumas peças raras até...). Além disso, amanhã (01/02) às 18h30 acontece no auditório da Biblioteca, um bate papo sobre poesia nos quadrinhos e no dia 02/02, no mesmo horário irá ocorrer um encontro que discutirá a Pesquisa em Quadrinhos.

Participe e valorize o trabalho nacional, Ele é seu, é meu, é patrimônio cultural de nossa nação.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram