Resenha: Á Procura de Audrey – Sophie Kinsella

março 31, 2017 / Everton Assis /

Kinsella trata do bullying e suas consequências em "Á Procura de Audrey", seu novo livro no gênero Young Adult




Hoje temos resenha do primeiro Yong Adult de uma das rainhas do Chick lit. Nesse livro, a autora Sophie Kinsella vai tratar das consequências vividas por inúmeras crianças e jovens que sofrem bullying nas escolas e outros vícios do nosso cotidiano.

Audrey era uma adolescente como qualquer outra, possuía sonhos e desejos até começar a sofrer bullying na sua antiga escola. Agora a garota está dando o seu máximo para melhorar e voltar a sua antiga rotina. O que Audrey não contava é que um doce amor seria o maior dos remédios.



Á Procura de Audrey tinha entrado e saído tantas vezes do meu carrinho de compras da Amazon na última black Friday, mas por fim não resistir e acabei comprando. Eu não criei muitas expectativas e assim fui deixando que a história me conquistasse.



Após um incidente na escola, Audrey foi diagnosticada com Transtorno da Ansiedade Generalizada (TAG) que é caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva” do paciente (com tratamento à base de antidepressivos) e Transtorno de ansiedade social (TAS) caracterizado por um grande medo do paciente ao se expor a terceiros (com tratamento à base de antidepressivos). Isso a levou a ficar permanentemente dentro de casa, com medo do mundo e passou a adotar o uso de óculos escuros mesmo dentro de casa. Ao longo da história, passamos por algumas crises junto com a Audrey e podemos ver, o quanto, ela vem se esforçando para cada dia melhorar e assim derrubar essas barreiras impostas pelos transtornos.



Compre Á Procura de Audrey através do nosso super link da Amazon é ajude o blog a crescer.

Kinsella criou cada um dos personagens para ter um peso importante no enredo da história. Porém, a mãe (Anne) da protagonista rouba a cena diversas vezes, seja porque ela descobre a cada dia algo nocivo para a saúde nas páginas dos jornais, ou ainda pela preocupação ao seu outro filho (Frank) que passa altas horas em jogos online. Com certeza, se Anne fosse a minha mãe, eu teria muito medo (haha).

Apesar do foco principal da obra ser a batalha de Audrey, a autora consegue inserir diversos elementos que deixam a história com um tom mais leve, tudo em favor da personagem.



O livro termina com uma grande mensagem, porém ainda assim eu esperava um pouco mais de emoção. Perece que o desfecho se deu de maneira abrupta, apressada e isso acabou afastando um pouco a identificação com a personagem.



Á Procura de Audrey é uma ótima recomendação para você que está transitando entre os gêneros literários, ou quer um romance para passar o tempo ou ainda percebeu que alguém próximo a você está passando por algo é quer da aquela ajuda sem força a barra.
À Procura de Audrey (Finding Audrey)
Autora: Sophie Kinsella
Editora: Selo Galera Record
Ano: 2015
Skoob: 4.1 Estrelas / Goodreads: 3.8 Estrelas
Compre Aqui
04 Estrelas
Audrey, 14 anos, leva uma vida relativamente comum, até que começa a sofrer bullying na escola. Aos poucos, a menina perde completamente a vontade de estudar e conhecer novas pessoas. Sem coragem de sair de casa e escondida por um par de óculos escuros, a luz parece ter mesmo sumido de sua vida. Até que ela encontra Linus e aprende uma valiosa lição: mesmo perdida, uma pessoa pode encontrar o amor.
Autora: Sophie Kinsella é uma escritora best-seller internacional e ex-jornalista financeira. Ela é autora de best-sellers como O segredo de Emma Corrigan, Samantha Sweet, executiva do lar, Lembra de mim?, Garota de vinte e a popular série Shopaholic, da qual o primeiro romance virou o filme de Hollywood Os delírios de consumo de Becky Bloom. Ela mora em Londres com o marido e os filhos.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram