Resenha: #Fui - Viviane Maurey

maio 02, 2017 / Francisco Soares Chagas Neto /

Livro aborda mudanças e amadurecimento provocados por uma viagem de intercâmbio, vivido pela divertida Lully




Viagens de intercâmbio costumam trazer várias experiências únicas naqueles que resolveram fazê-las, seja do ponto de vista do conhecimento de novas culturas e pessoas, seja do ponto de vista interno, onde as pessoas costumam amadurecer bastante, já que agora precisam tomar decisões sozinhas, sem ajuda de pais. E é mais ou menos isso que acontece com Lully, protagonista de #Fui, apesar de ter uma vida relativamente encaminhada, com namorado, terminando a faculdade, e daqui a pouco com um novo emprego, ela enfrenta uma experiência de intercâmbio, que resolve dar outras escolhas que podem ser melhores, ou piores, isso depende só dela. Mas ainda bem, afinal sempre que estamos vivos, novos caminhos sempre aparecem, não é verdade?

O pontapé inicial do livro, são os últimos dias de Lully, antes de decolar em direção aos Estados Unidos, na cidade de Tahoe, onde ela vai passar quatro meses em um intercâmbio profissional. Estamos diante de sentimentos de melancolia e euforia de Lully, onde ao mesmo tempo ela está muito afim de conhecer muito sobre a terra do tio sam, mas sente um pouco em deixar, seus amigos, família e namorado. Porém, ela sabe que essa oportunidade ajudará bastante em sua carreira que ela tem traçado pela frente.

Me identifiquei bastante com Lully e seus pensamentos antes de viagem, aquele frio na barriga, pensamentos sem sentido, felizes e tristes ao mesmo tempo, mas consciente de que tudo será melhor. Talvez quando a gente viaja pela primeira vez, tenha essa sensação de novo nos corroendo por dentro.

Após isso, chegou a hora de viajar para os Estados Unidos, e nesse aspecto a autora detalha bastante cada momento até a chegada de Lully na terra do Tio Sam. Para quem nunca foi, esse livro é uma pedida com certeza, afinal de contas, quando estamos indo a um país diferente e coisas que não esperamos acontece, bate então aquela sensação de desespero. Mas calma, tudo vai dar certo. O errado é exceção, só se você fizer uma merda bem cascuda, ai sim, é hora de voltar ao Brasil.

Agências de intercâmbio costumam fazer reuniões antes da viagem, e foi assim que Lully conheceu vários intercâmbistas que vão com ela no avião, uns que já foram outras vezes, outros que vão pela primeira vez, enfim, a autora soube coloca esse ponto, no qual ficou bem compreensível para quem nunca fez uma viagem como essa. Alias, brasileiro sempre anda com um pé atras sobre tudo, porque estamos acostumados a ser enganados. E Lully acaba passando por situações constrangedoras, por imaginar que os americanos são como muitos de nós. Porém, em alguns aspectos não são, e logo ela percebe isso.

No inicio do intercâmbio, tudo são flores, todo mundo sorrir para todo mundo, é só bons sentimentos. Mas como todo ser humano, aos poucos as manguinhas de fora são colocadas, e manias insuportáveis começam a aparecer, além de displicências, coisas sem noção. E claro, um pouco de saudade também, não aquela de que precisamos estar juntos, mas aquela de "quero minha vida confortável de volta". Porém, Lully vai ter que lidar com esses desafios.



Lully - Uma Nerd entre nós

Saindo do esteriótipo carioca, Lully tem 22 anos e está se formando em jornalismo, e possivelmente já deve ter um doutorado em nerdice (se é que isso existe). A garota é cheia das referências em cada frase, há pelo menos uma ou outra referência desse universo, com destaque a Harry Potter, Doctor Who e Star Wars. A jovem é muito fofa (alias, peço que vejam qualquer vídeo da autora e imaginem ela escrevendo algo) é mais o menos o que a Lully é, o modo de falar, piadas, loucuras. Enfim, acho que achamos nossa Lully da vida real (hehehhe).

Quando tudo começa a mudar

Conforme os dias vão passando Lully começa a se dar bem no emprego, trazer novas ideias que são logo aprovadas por sua chefia. Além disso, ela também começa a se dar bem com Blue, um outro intercâmbista, que está em uma situação semelhante a dela e também, tem um modo nerd ativado todo tempo. Alias, parece que os nerds tem uma tendência a se unirem, talvez porque poucas pessoas os entendam.

Enfim, a questão é que o aprendizado e amadurecimento de Lully é notável, e junto com ele vem novas propostas e perspectivas, no qual balança um pouco a sua vida, acho que todos nós temos esse momento de alguma forma em nossas vidas. Aí é aquele momento de pontuar o que queremos para os nossos futuros, para assim fazer as escolhas corretas para o presente. E essa jornada trouxe Lully para essa perspectiva.

Montanha em Tahoe - USA


Além de tudo, o livro foi uma oportunidade de conhecer um pouco mais do frio norte americano, saber um pouco mais sobre Tahoe, e se estou disposto a enfrenta-lo em algum momento da minha vida. (Não sei se quero ter minha cara queimada pelo frio, hehehe).

Enfim, ao final da jornada de Lully, acho que não somente ela cresceu bastante, como nós também, porque senti que uma amiga veio me contar suas experiências de vida, de intercâmbio e a partir desse momento eu posso assimilar o que é certo e errado em minhas perspectivas. E apesar de considerar que nem tudo que Lully fez seja certo (como qualquer ser humano), acredito que tenha sido o melhor pra ela, e nesse sentido, não posso julga-lá, mas objetivar suas experiências e ver o que posso aplicar em minhas próprias experiências.

#Fui é um livro fluído, com uma qualidade que não deixa a desejar nenhuma obra do exterior sobre o tema, com o diferencial de que a vida de Lully é mais aplicável a nossa realidade brasileira (da classe média), do que outras obras de autores estrangeiros. Então, se você está pesquisando mais sobre fazer um intercâmbio, ou já vivenciou essa experiência, o convido a conhecer a história de Lully.

#FUI
Autora: Viviane Maurey
Editora: Globo Livros (Globo Alt)
Ano: 2017
Skoob: 4,5 Estrelas / Goodreads: 4 Estrelas
Compre Aqui
04 Estrelas
Lully vai realizar o sonho de uma viagem de intercâmbio nos EUA, quando se vê em uma encruzilhada e é obrigada a fazer uma escolha determinante para o resto de sua vida. A viagem acaba revelando o quanto suas certezas e seguranças podem ser frágeis, e que quem parte em uma grande jornada, dificilmente voltará a ser a mesma pessoa de antes.
Autora: Viviane Maurey Viviane Maurey nasceu em 1986, no Rio de Janeiro. Formada em jornalismo, ela trabalhou quatro anos com marketing – nas áreas de mídias sociais e e-commerce – nas editoras Harlequin Books, Record e Galera Record, e em outras empresas, e quatro anos como editora na Editora Rocco, no selo Rocco Jovens Leitores. Hoje se dedica integralmente à carreira de autora. Publicou contos na Amazon tanto para o público jovem quanto para o público adulto e seu conto Entre duas gotas de chuva foi finalista do Concurso Literário Brasil em Prosa em 2015. #Fui é o seu primeiro livro físico.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram