Resenha: O Regresso do Catão - Matilde Asensi

maio 05, 2017 / Everton Assis /

Entre antigos documentos, algumas pistas podem revelar algo que mudará parte da humanidade




Pelo mundo todo há grandes pesquisadores que neste momento estão envoltos em diversos documentos para analisar e descobrir mais sobre o passado da humanidade, que ao longo do tempo foi destruído ou perdido.

A autora Matilde Asensi traz na obra “O Regresso Do Catão” um assunto um tanto polêmico. Em seu novo romance, Asensi contará sobre uma corrida contra o tempo na busca dos supostos restos mortais de JESUS e da sagrada família.



Ottavia Salina é uma renomada paleógrafa e será nossa narradora nesta grande aventura. Junto com seu esposo, o arqueólogo Farag Boswell e Kaspar, um ex-capitão da Guarda Suíça estarão à frente da busca desses ossuários que estão supostamente perdidos a mais de 8 séculos. Tal busca foi a pedido e financiado pelo casal milionário Becky e Jack Simonson.

Não pense que a Dra. Ottavia aceitou de primeirona está empreitada, por muitos anos Ottavia foi feira e após participar da busca secreta do Vaticano pelas relíquias da Vera Cruz (na qual Jesus foi crucificado), o que não resultou em muita coisa, acabou se apaixonado por Farag Boswell. Mas Ottavia nunca abandou sua fé e agora participar desta busca pelos ossuários irá pôr em questão a sua fé, por mais que ela pense que se Jesus ressuscitou, não poderiam existir seus restos mortais.



Apesar de estarem ligados por um motivo em comum, Ottavia, Farag e Kaspar são pessoas muito distintas. Enquanto Farag se apresenta durante toda a história sendo compreensivo e bom ouvinte, Kaspar é o durão do grupo, sempre tomando posição de líder e em alguns pontos misterioso. Já Ottavia em vários momentos foi a “chata” do grupo, quanto mais ela se sentia contrariada e de certo modo ofendida pelos fatos que surgem sobre os ossuários, ela entrava em modo de ataque falando sem pensar direito.

Fiquei surpreso como a história me prendeu do começo ao fim, confesso que estava com receio de que um livro com mais de 500 páginas falando sobre história e religião tivesse aquelas cansativas páginas e páginas de descrições que nem sempre são necessárias para o enredo, bom para a minha surpresa o livro possui tais descrições mais envolto de muitas cenas de ação.



Durante a história ainda esbarramos com alguns nomes conhecidos como templários e outros nomes como staurofílakes (que difícil de pronunciar), hospitalários e ebyonim. Estes nomes são relacionados a grandes irmandades secretas ou seitas, como preferir, que estão para proteger ou não em nome de Jesus e estão diretamente ligados aos ossuários (isso promete!)

É de parabenizar Asensi por escrever tão bem este romance e ao misturar ficção a realidade com baseamento em diversas citações bíblicas e pontos históricos relacionados a diversas culturas.



Não se amedronte pelo tamanho do “O Regresso Do Catão””, no decorrer da leitura você nem perceberá que o tempo passou. E, para deixar você mais curioso, Asensi dá dicas de como encerrará esta história, porém tudo pode mudar.
O Regresso do Catão (EL REGRESO DEL CATÓN)
Autora: Matilde Asensi
Editora: Planeta Brasil
Ano: 2017
Skoob: 3,9 Estrelas
Compre Aqui
04 Estrelas
A paleógrafa Ottavia e seu marido, o arqueólogo Farag Boswell, aguardam a visita de Stweart Macalister, diretor da Universidade de Toronto. Macalister não chega sozinho – traz com ele Becky e Jake Simonson, casal de milionários e mecenas da pesquisa científica. O trio leva a Ottavia e Boswell um documento de valor histórico inimaginável: uma carta datada do século XII sobre a descoberta de um sepulcro em Nazaré com a ossada de nove corpos. Os sepultados seriam membros da família de Jesus, inclusive o próprio filho de Deus. Os Simonson propõem ao casal de cientistas que localizem os ossos, agora perdidos. Ottavia tem vários motivos para recusar a oferta, e o primeiro deles é sua fé na Igreja Católica. Se Jesus ressuscitou, seus restos mortais não deveriam existir. Coincidentemente, na mesma noite da conversa, um amigo que estava desaparecido reaparece. Trata-se de Kaspar, ex-capitão da Guarda Suíça do Vaticano e ex-membro do Catão – sociedade secreta responsável por guardar os restos da cruz onde Jesus foi crucificado. Ao saber da proposta dos Simonson, ele encoraja os amigos a aceitarem e se junta a eles
Autora: Matilde Asensi nasceu em Alicante, Espanha (1962). Estudou jornalismo na Universidade Autónoma de Barcelona e trabalhou durante três anos na equipa de notícias da Radio Alicante-SER, passando depois para a RNE como responsável da informação local, sendo simultaneamente correspondente da agência EFE e colaborando nos jornais La Verdad e Información. Foi finalista dos prêmios literários Ciudad de San Sebastián (1995) e Gabriel Miró (1996) e ganhou o primeiro prêmio de contos no XV Certamen Literario Juan Ortiz del Barco (1996), de Cadiz, e o XVI Premio de Novela Corta Felipe Trigo (1997), de Badajoz.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram