Resenha: O Principe Corvo - Elizabeth Hoyt

julho 18, 2017 / Redação SOODA /

Romance de Época que te pesca pela critica social do papel da mulher na sociedade com cenas calientes bastante criativas




Século XVIII na Europa é marcado por várias revoluções, como a Francesa e a Industrial. Nesse aspecto a sociedade estava se transformando profundamente. Porém, essas transformações não foram tão profundas em relação ao papel da mulher e do homem nesse período. Apesar da necessidade do trabalho feminino nas fábricas que começara naquele período, elas quando saiam dos seus lares, era para ganhar bem menos. Até porque muitas delas não tinham as qualificações para assumirem cargos de confiança, não eram ensinadas a ter uma vida independente.

E nesse contexto, conhecemos a história de Anna Wren, que após seis anos da morte do seu marido por uma moléstia. Ela se viu em imensas dificuldades financeiras, pois seu marido não tinha deixado dinheiro sufciente para o seu sustento, e também para a sogra de Wren e uma dama de companhia. Com isso ela se viu obrigada a buscar um emprego com as qualidades que seu pai acabou transmitindo (o que não era muito natural naquela época) e assim vai parar na casa do Conde Edward Swartinghan, um nobre trintão que buscava alguém para trabalhar na transcrição e cópias de suas anotações. Ele precisava de uma espécie de secretária.

O que acontece é que o Conde é um grosseirão que não consegue manter um funcionário e a outra questão é que não existiam secretários mulheres naquele período. Então, para começo de conversa era uma dificuldade dupla. O que Anna Wren tirou de letra.

Aos poucos ao mexer nas coisas do Conde, Anna descobre que ele era um frequentador assíduo de um bordel de luxo com o nome de Grotto de Aphrodite, o que acabou mexendo com os seus brios. "- Como assim, um homem pode se satisfazer com uma mulher em locais como esse, e uma mulher como ela viúva deve ser recatada para o resto de sua vida?". (Ela tem um ponto importante).

Então depois de várias intercorrências ela acaba indo parar nesse local, que sim aceitava damas como ela, para uma satisfação de forma velada, inclusive elas usavam mascaras para não serem reconhecidas. Então? Como será que termina essa história? Conseguirá colocar seu plano em prática? e quais serão as consequências?



CINCO MOTIVOS PARA LER O PRÍNCIPE CORVO

Para a continuidade dessa resenha, separamos cinco motivos para que você leia o livro O Principe Corvo e se apaixone por essa história:

O Príncipe Corvo (The Raven Prince)
Volume #1, Trilogia dos Príncipes (Princes #01)
Autora: Elizabeth Hoyt
Editora: Record
Ano: 2017
Skoob: 4,5 Estrelas / Goodreads: 3,9 Estrelas
Compre Aqui
4 Estrelas
Chega uma hora na vida de uma dama... Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil. Em que ela deve fazer o inimaginável... O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude. E encontrar um emprego. Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.
Autora: Elizabeth Hoyt é uma autora norte-americana formada em antropologia com mais de 20 livros publicados. A trilogia dos príncipes é a série de livros mais vendidas em todo o mundo, sendo Best Seller no The New Yorker Times.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Instagram