Resenha: Além da Magia - Tahereh Mafi

fevereiro 02, 2018 / Redação SOODA /

Um livro que mostra que magia como tudo em que o homem toca, precisa de regras, para que todos possam viver harmoniosamente




Magia. Palavra que produz muitos significados. Por trás dela está o homem tentando resolver várias intercorrências da vida, por elementos que vão além do que conhecemos. Por isso, ela encanta, quando são apresentadas em obras infantis ou fantásticas. Mas a pergunta que não quer calar. Magia precisa de regras? Porque? Se o que queremos é que ela resolva os nossos problemas.

Tahereh Mafi nos apresenta duas cidades em Além da Magia. Ferenwood é explosão de cores, desejos, felicidade. Futhermore é trapaça, artimanhas e com pessoas capazes de devorar as outras. Adivinhe. Qual delas a magia não tem regras?

Na histórias somos apresentados a Alice Alexis Queensmeadow, uma jovem de doze anos, habitante de Ferenwood. Ela tinha uma vida relativamente feliz três anos antes, mesmo sendo totalmente diferente da maioria dos moradores da cidade. Ela era branca, com total ausência de cor, enquanto todos que vivem em Ferenwood formam quase um arco-íris de tantas cores que possuem. E isso é essencial para eles, pois as cores que determinam o poder e a força desse povo.



Porém, algo triste aconteceu na vida de Alice. Seu pai simplesmente desapareceu. O seu esteio para aguentar o preconceito e bullying que os outros jovens tinham com ela. E a sua mãe que antes era amorosa, começou a lhe tratar como uma escrava, e sem o menor pudor. Alice não se sentia mais amada. O pior de tudo, que um ano antes do inicio da história, um jovem impertinente, começou a perturbar a vida de Alice de tal forma, que ela acabou sendo expulsa da escola. Ou seja, a jovem vivia uma vida em total desesperança. Na verdade, quase total. Ela ainda acreditava que seu pai voltaria.

CERIMÔNIA DE ENTREGA

Agora, aos 12 anos Alice como todo o jovem de Ferenwood terá que passar por uma Cerimônia de Entrega. É o momento em que a cidade toda se reúne para conhecer o talento desses jovens. Eles fazem uma apresentação e ao final dela, os anciões lhe fornecem um desafio, de acordo com a habilidade mostrada, do qual eles tem um ano para cumprir. Se tudo correr bem, eles serão reconhecidos na cidade, terão os melhores treinamentos para os melhores empregos, algo como o Vestibular de Ferenwood. Perde-lo, seria uma sentença ao ostracismo e pobreza, do qual Alicie já vivia.

Porém, como um ditado diz "desgraça para pobre é pouco". Próximo a cerimônia de entrega de Alice, um jovem impertinente retorna a sua vida. Oliver. Agora ele diz que está mudado e que precisa da ajuda de Alice para uma missão (você acreditaria nisso). Encontrar o pai dela.

Em meio a toda essa confusão a jovem tem muitas decisões a tomar. Mas algo faz com que ela decida encontrar o pai dela. Tudo que ela sabe nesse inicio é que ela está em Futhermore. A cidade era uma lenda para os moradores de Ferenwood. mas pelo jeito, ela existe. E Alice terá que ir até ela para encontrar o seu pai.



FUTHERMORE UMA CIDADE SEM REGRAS

Assim como a autora diz que não vai se ater a um mapa de Futhermore para não dar spoiler antes do tempo. Eu faço o mesmo. O que posso falar é que a cidade é um lugar onde a Magia não tem regras bem definidas. Na verdade, todas as regras nela é para favorecer aos seus moradores e possibilitar que a trapaça e a artimanha, por lá sobrevivam.

Por exemplo, ao adentrar na cidade, os visitantes ganham uma régua do tempo. Ela determina a quantidade de tempo que as pessoas podem ficar por lá. Se o tempo da régua acabar, os visitantes serão presos, e sua magia devorada. Tudo isso seria simples, se durante a estadia na cidade, não acontecesse coisas que obrigaria os transeuntes a perder tempo e por consequência se tornarem foras da lei. Sem contar, que em várias comunidades existem figuras bizarras que tudo que elas querem é acabar com os hóspedes.

Futhermore é uma amostra de que um mundo precisa de regras e controle, mesmo em relação a magia. Pois, sem isso, as pessoas tem dificuldades em viver em harmonia. Uma lição que Tahereh repassa as crianças e leitores de sua obra.

A partir desse momento, a jornada dessa heroína é para sobreviver a esse mundo. E vai contar com a ajuda da pessoa que menos espera. E agora, algumas verdade também são colocadas em voga, mostrando que todos os problemas que Alice tivera tem justificativas. As vezes egoístas, mesmo assim, compreende-se que pessoas reagem a mudanças inesperadas.



Alias, ao falar sobre jornadas. É difícil não associar o caminho de Alice, com outras personagens conhecidas da literatura, como Dorothy em o Mágico de Oz, ou a homônima Alice do livro de Lewis Carol. Porém, existem diferenças consideráveis na obra da Tahereh Mafi. A primeira delas é que os temas abordados são mais contemporâneos em relação aos dois clássicos da literatura. A jovem heroína passa por vários problemas que são inerentes as discussões dos dias de hoje. Além disso, normalmente essas histórias mais antigas, é um ser humano que imerge em um mundo fantástico, diferentemente do que foi colocado aqui, no qual, as duas cidades apresentadas possuem magia.

Fazer a leitura de Além da Magia é mergulhar em um universo fantástico para discutir problemas inerentes a nós todos. De que uma sociedade precisa de regras e respeito, que gera um mundo muito melhor de se viver. Não só para as maiorias, como para as minorias também.



Ficaram interessados? Adquira o livro clicando na capa acima, e ajude esse lindo blog a crescer!
Além da Magia (Futhermore)
#Futhermore #01 (Futhermore #01)
Autora: Tahereh Mafi
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2017
Skoob: 4.1 Estrelas / Goodreads: 3,96 Estrelas
Compre Aqui: Amazon
05 Estrelas
Uma aventura cativante e cheia de cores, um conto de fadas moderno escrito pela autora best-seller da série Estilhaça-me. Inspirada por seu amor a livros como O jardim secreto e As crônicas de Nárnia, Tahereh Mafi cria um mundo novo e fascinante no qual a aventura é inevitável e a amizade pode ser encontrada nos lugares mais improváveis. Apenas três coisas são importantes na vida de Alice Alexis Queensmeadow, de 12 anos: a Mãe, que não sentiria sua falta; magia e cor, que parecem fugir dela; e o Pai, que sempre a amou. Certo dia, Pai desaparece de Ferenwood, levando consigo nada além de uma régua. Mas quase três anos já se passaram desde que Pai se fora, e Alice está decidida a encontrá-lo. Ela ama seu pai ainda mais do que ama aventuras, e está prestes a mergulhar em uma para encontrá-lo. Porém, trazer Pai para casa não será uma tarefa simples. Para encontrá-lo, ela terá de viajar pelo território mítico e perigoso de Furthermore, onde para baixo pode ser para cima, papel é uma coisa viva, e esquerdo pode ser direito ou muito, muito errado. Alice precisará reunir toda a sua perspicácia (e todas as suas forças) para encontrar Pai e voltar inteira a Ferenwood. E, em sua busca por Pai, ela tem de primeiro encontrar-se a si – e apegar-se à magia do amor, mesmo diante das perdas.
Autora: Tahereh Mafi é escritora norte-americana, que veio de uma família mulçumana. Mais conhecida pela série "Estilhaça-me", ela também é casada com Ransom Riggs. Futhermore sua série infanto-juvenil tem ganhado diversos prêmios da literatura do gênero.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Todas As Postagens

Resenha

Soodacast