Resenha: Outros Jeitos de Usar a Boca / O que o Sol Faz com a Flores - Rupi Kaur

maio 29, 2018 / Redação SOODA /

Rupi Kaur apresenta suas mais profundas feridas e nos convida a uma reflexão a respeito das nossas próprias dores




Por muito tempo, eu tive curiosidade a respeito do livro da Rupi Kaur, por trabalhar em uma livraria, acompanhei todo o hype do lançamento de “Outros jeitos de usar a boca”, ouvi centenas de comentários a respeito do livro, porém nunca havia investido meu tempo em folhear e descobrir mais sobre a obra. Então chegou o dia em que os poemas íntimos de Rupi Kaur, me arrebatariam. Após uma tarde toda lendo o livro, meu amigo do trabalho pega um exemplar e diz: “Lê isso! Sério!”. E assim começou meu relacionamento com a poesia de Kaur.

Em “Outros jeitos de usar a boca”, a autora divide seus poemas em quatro partes: a dor, o amor, a ruptura e a cura. E cada uma destas partes seguem a temática proposta pela poeta. Na primeira parte do livro, temos poemas que abrem feridas e as expõem a quem queira ver, poemas que refletem sobre abuso e abandono. Em seguida a autora reflete sobre um amor tão intenso que é capaz de arrebatar quem o lê, um amor que preenche a alma e nos faz orbitar em volta dele. Na terceira parte, temos a ruptura deste amor, através de seus poemas, a autora abre um buraco negro que traga tudo em volta, saudade, choro e dor se misturam em uma eficaz reflexão sobre o término. Na quarta e última parte do livro, a poesia de Kaur se transforma em um verdadeiro manifesto a favor da mulher, do respeito e do amor próprio.

Quando se termina de ler “Outros jeitos de usar a boca”, o que resta é a sensação de ter compartilhado algo íntimo. Sim, compartilhado, pois este é o efeito que a poesia de Kaur nos causa; ela não nos convida a sermos apenas a plateia de sua apresentação, ela nos chama para o palco e quando percebemos, inevitavelmente, estamos compartilhando nossas próprias dores. É uma leitura que nos convida à empatia.



A fórmula utilizada em seu primeiro livro, não perdeu o efeito em “O que o sol faz com as flores”, segundo livro da autora. Neste livro Kaur divide seus poemas em cinco grupos: murchar, cair, enraizar, crescer e florescer. E assim como no livro anterior, cada um destes grupos de poemas, guia o leitor à uma reflexão ímpar. Eu destaco os poemas em que a autora fala de ancestralidade e raízes, são poemas que transbordam amor e aceitação e é impossível não ser tocado pela construção de palavras da autora.

Outro destaque nos livros, são as ilustrações da autora. Cada desenho casa com a poesia intensa e nos leva a um mergulho visual em cada linha traçada. Eu poderia dissertar sobre cada um dos poemas da autora, mas acredito que a magia na leitura destes livros, está em ser surpreendido e arrebatado. Não importa quanto tempo você demore para ler as poesias de Kaur, seja em uma tarde, um mês, um ano... desprenda-se, se deixe, apenas siga o caminho construído por esta mulher e saiba que ao final, de alguma forma, você estará transformado. Não são livros, são jornadas.


SE INTERESSOU? CLIQUE NA IMAGEM ACIMA E ADQUIRA UM EXEMPLAR DA AUTORA.
O Que o Sol Faz com as Flores (The Sun and Her Flowers)
Autora: Rupi Kaur
Editora: Planeta de Livros Brasil
Ano: 2018
Skoob: 4.5 Estrelas / Goodreads: 4,18 Estrelas
Compre Aqui: Amazon
05 Estrelas
“Outros jeitos de usar a boca” é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre o amor, o sexo, o abuso, a perda, o trauma, a cura e a feminilidade. O livro é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com uma dor diferente. Cura uma mágoa diferente. “Outros jeitos de usara a boca” transporta quem o lê em uma jornada por momentos amargos da vida e encontra uma forma de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta e artista plástica nascida na Índia e que vive no Canadá, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 2 milhões de exemplares vendidos.

“O que o sol faz com as flores” é uma coletânea de poemas arrebatadores sobre crescimento e cura, ancestralidade e honra as raízes. Expatriação e ao amadurecimento até encontrar um lar dentro de você. Organizado em cinco partes e ilustrado por Rupi Kaur, o livro percorre uma extraordinária jornada dividida em murchar, cair, enraizar, crescer, florescer. Uma celebração do amor em todas as suas formas.
Autora: Rupi Kaur é uma escritora e artista que vive em Toronto, no Canadá. Aos 5 anos, ela começou a desenhar, um hobby que herdou de sua mãe. Imigrante da Índia, ela não conseguia falar em inglês com outras crianças na escola, o que a fez passar bastante tempo sozinha, quando aprendeu o idioma, encontrou nos livros os melhores amigos. Ela desenhou até os 17 anos, em 2009, quando passou a se dedicar mais à escrita e às performances. Em novembro de 2014, publicou seu livro, Milk and Honey – editado no Brasil como Outros jeitos de usar a boca. Hoje ela usa diferentes meios para se expressar: a poesia, a ilustração, o design, a fotografia e os vídeos.

Recomendado Para Você

0 comentários

Comente com o Facebook

Todas As Postagens

Resenha

Soodacast

Instagram